O graffiti como manifestação linguística e cultural no ensino de português como língua pluricêntrica

Rute Rosa, Natalia Ricciardi

Research output: Contribution to conferenceAbstract

3 Downloads (Pure)

Abstract

A presente comunicação mostra nossas análises do gênero de texto graffiti, como parte dotrabalho realizado pela equipe de pesquisa que reúne colegas de Rosário, Córdoba e Lisboa, eatualmente desenvolve o projeto “Análisis de géneros textuales, enseñanza de lenguas ytraducción (portugués/español)” que propõe a análise interlinguística de gêneros textuais comobjetivo de criar ferramentas de consulta para professores, pesquisadores e tradutores.Acreditamos que o graffiti, como gênero de texto, existente desde a Antiguidade (Kozak, 2008),revela as tensões e relações de poder próprias de complexos processos de conformação de umadeterminada sociedade, sendo instrumentos linguísticos e culturais privilegiados para seremlevados à sala de aula de português como língua estrangeira. Partindo do pressuposto de quediferentes contextos discursivos geram práticas linguísticas diferenciadas (Rosa, Ricciardi &Gonçalves, 2018; Rosa, 2018) e assumindo que o português é uma língua pluricéntrica queapresenta mais do que uma variedade, propomos analisar o graffiti nas variedades europeia (PE)e brasileira (PB), entendendo que cada uma irá revelar processos históricos e culturais própriosde cada contexto geográfico e social. Para tal, privilegiamos uma abordagem descendente(Voloshinov, [1929] 2009) e contrastiva, com o fim de apresentar elementos para um “modelodidático do gênero” (De Pietro et al, 1996; Schneuwly, 2003), entendido como dispositivoteórico de descrição das características do género, tendo em vista seu ensino. Concebemos ogênero, segundo a perspectiva do Interacionismo Sociodiscursivo, como um modelocomunicativo, constructo histórico, produto de interações sociais que apresenta singularidadesdecorrentes do contexto em que este é mobilizado (Bronckart, [1997] 1999; 2003). Adotando osinstrumentos de análise deste quadro teórico metodológico (modelo de ação de linguagem emodelo da arquitetura textual), será proposta uma descrição do gênero graffiti, considerando agrande maleabilidade que lhe é inerente, analisando os contextos físicos e sociossubjetivos deprodução, tendo em conta características específicas dos espaços urbanos do Brasil e dePortugal, as singularidades do plano do texto, os tipos discursivos e os mecanismos detextualização e de responsabilização enunciativa (Bronckart, [1997] 1999; 2003). A partir daanálise efetuada, apresentamos as dimensões ensináveis do graffiti, entendendo que essasreflexões em torno do gênero representam um instrumento de ensino para aqueles que atuam naárea de formação de professores, pesquisadores e tradutores.Palavras-chave: graffiti, modelo didático, português língua estrangeira, análise contrastiva.
Original languagePortuguese
Number of pages1
Publication statusPublished - Nov 2018
EventVI Jornadas Internacionais Descobrindo Culturas em Língua Portuguesa -
Duration: 12 Nov 201814 Nov 2018

Conference

ConferenceVI Jornadas Internacionais Descobrindo Culturas em Língua Portuguesa
Period12/11/1814/11/18

Keywords

  • Graffiti
  • Modelo didático
  • Português língua estrangeira
  • Análise contrastiva

Cite this