O elefante na sala de pós-produção: a utilização de library music em criações audiovisuais

Research output: ThesisMaster's Thesis

Abstract

A chamada library music, uma designação internacional, é atualmente utilizada em inúmeros conteúdos audiovisuais, constituindo um recurso musical essencial para produtores, uma indústria musical com uma importante presença online, e uma fonte de rendimentos com uma crescente relevância para compositores. Apesar da utilização desta música pré-existente ser cada vez mais significativa e diversificada nos seus destinos (desde documentários e telejornais a vídeos de youtube e pornografia), esta produção musical é ainda pouco investigada, sem que haja um questionamento aprofundado dos aspetos que levam à sua depreciação e reputação de música estereotipada e “enlatada”. A classificação de library music segundo emoções, instrumentação ou géneros de produção, entre outros, é uma prática transversal aos sites nos quais é comercializada. Partindo desses processos de categorização como principal objeto de estudo, exploro o papel de relevo que assumem as categorias, títulos, palavras-chave e descrições que acompanham estas faixas musicais, nomeadamente: qual o seu peso aquando da composição de library music e da aplicação desta em filmes de todo o tipo; até que ponto são esses textos um reflexo e, simultaneamente, um reforço de convenções musicais e narrativas presentes em produções cinematográficas e televisivas, constatáveis já no contexto do cinema mudo; e de que modo contribui a sua classificação padronizada para os juízos de valor negativos de que esta produção musical é alvo, ao destacar a sua organização estrutural em torno de categorias tipificadas, bem como a sua relação incontornável com clichés musicais recorrentes em produtos audiovisuais. Focando a categorização desta música nas plataformas online Audio Network e Cézame, companhias de alcance internacional, circunscrevendo-me ao momento de produção de library music e às interações entre os consultores musicais e os compositores dos sites. Realizei para tal entrevistas a estes intervenientes, uma análise dos textos dos sites e das faixas musicais, e utilizei um enquadramento teórico informado pela sociologia da música e pela produção bibliográfica sobre a música no audiovisual. A observação dos processos de categorização efetuados pelas duas companhias visadas, com especial enfoque nas categorias relativas a locais, emoções e narrativas, revela o quão a produção e difusão de library music se encontra estreitamente ligada à procura das indústrias audiovisuais. Permite, também, demonstrar o grau de estandardização e cristalização destas categorias entre diferente sites, independentemente da localização geográfica dos seus consultores musicais, compositores e utilizadores, posicionando-se assim como um reflexo de um imaginário audiovisual cada vez mais global.
Original languagePortuguese
Supervisors/Advisors
  • Brandão, Paula Ribeiro , Supervisor
Publication statusPublished - 19 Jul 2017

Keywords

  • Library musicaudiovisual, música na internet, sociologia da música, música e televisão, indústrias musicais
  • Production music
  • Stock music
  • Audiovisual
  • Música na internet
  • Indústrias musicais
  • Música na televisão
  • Sociologia da música
  • Música
  • Cinema
  • Music in the internet
  • Music industries
  • Music in television
  • Music sociology
  • Music

Cite this