O conto tradicional português e o Imaginário do Mal: The traditional Portuguese tale and the Imaginary of Evil

Research output: Contribution to journalArticle

189 Downloads (Pure)

Abstract

O conto tradicional (português), formato genológico que radica num tempo imemorial, ontologicamente marginal ao cânone, constitui-se, ele próprio, como um reservatório de um significativo conjunto de sentidos onde o Imaginário do Mal ecoa particularmente. A bruxa assume, a um tempo, um rasto histórico e um imaginário do Mal. Personagem multifacetada, no conto tradicional português comunga, em grande parte, do Mal primordial da mundividência ocidental, mas não apenas… Personagem e persona da margem, a bruxa pode revelar-se central no conto, como na História. No sistema de construção de sentidos que o Imaginário permite, a bruxa congrega males, angústias, culpas e medos humanos. Esta proposta visa refletir sobre o Imaginário do Mal veiculado pelo conto tradicional e sobre a bruxa.
Original languagePortuguese
Pages (from-to)328-337
Number of pages9
JournalForma Breve. Revista de Literatura
Volume14
Publication statusPublished - 2017

Keywords

  • Witch
  • Fairy tale
  • Imaginary
  • Evil
  • History

Cite this