O contexto funerário do sector da Necrópole Noroeste da Rua das Portas de Santo Antão (Lisboa): o espaço, os artefactos, os indivíduos e a sua interconectividade na interpretação do passado

Research output: Chapter in Book/Report/Conference proceedingChapter

5 Downloads (Pure)

Abstract

A intervenção arqueológica da Rua das Portas de Santo Antão, em Lisboa, revelou uma extensa diacronia, com
vestígios situados cronologicamente entre a Idade do Bronze Final e a Época Contemporânea, destacando-se
as evidências associadas ao uso do espaço enquanto local funerário durante a Época Romana Imperial. A área,
tirando proveito de uma antiga e pequena plataforma natural situada no sopé da Encosta de Sant´Ana, encontrava-se decerto próxima ao trajecto da “Via Norte” de Olisipo, o principal eixo das comunicações terrestres da cidade, integrando por este motivo a designada “Necrópole NO”. O presente trabalho procede ao estudo do contexto funerário, expondo-se em articulação os dados contextuais, os estudos artefactual e bioantropológico, visando uma interpretação compreensiva do núcleo funerário.
Palavras-chave: Arqueologia Romana, Arqueologia Funerária Romana, Sigillata Clara Africana, Vidro, Cerâmica Romana.
Original languagePortuguese
Title of host publicationIII Congresso da Associação dos Arqueólogos Portugueses
EditorsJosé Morais Arnaud, César Neves, Andrea Martins
PublisherAssociação dos Arqueólogos Portugueses | CITCEM
Pages1347-1359
Number of pages14
ISBN (Print)978-972-9451-89-8
DOIs
Publication statusPublished - 2020

Cite this