O cartulário: construção e transmissão

Research output: Chapter in Book/Report/Conference proceedingChapter

Abstract

Integrado na introdução à edição crítica do Livro de Mumadona, este artigo procura estudar os processos de construção e transmissão deste cartulário do mosteiro de Guimarães. Partindo de uma análise detalhada das suas características internas, em especial dos critérios de selecção e organização documental seguidos pelos compiladores, avança-se a hipótese de que o códice chegado aos nossos dias, produzido durante o século XIII, é uma cópia do cartulário original, compilado num intervalo de pouco mais de meio século, entre 1072 e 1135. A partir da análise de alguns momentos-chave na história do mosteiro, convertido em colegiada secular nas primeiras décadas do século XII, são sugeridas algumas conjunturas prováveis tanto para a compilação original como para a cópia num novo códice. Procura-se assim perceber de que forma o Livro de Mumadona serviu como um instrumento de criação de memórias e de recriação, em momentos sucessivos, da identidade institucional do mosteiro e da colegiada de Guimarães.
Original languagePortuguese
Title of host publicationLivro de Mumadona
Subtitle of host publicationCartulário do Mosteiro de Guimarães: Edição crítica
EditorsLuís Carlos Amaral
Place of PublicationLisboa
PublisherAcademia das Ciências de Lisboa
PagesXXXI-LXV
Number of pages34
ISBN (Print)978-989-8647-77-1
Publication statusPublished - 2016

Publication series

NamePortugaliae Monumenta Historica, Nova Série
PublisherAcademia de Ciências de Lisboa

Keywords

  • Diplomática
  • Cartulários
  • Memória
  • Monaquismo
  • Guimarães
  • Idade Média Central

Cite this