O «Auto da Paixão» de Vilar de Perdizes, um património imaterial conservado em outros actos de transmissão

Research output: Chapter in Book/Report/Conference proceedingConference contribution

39 Downloads (Pure)

Abstract

O Auto da Paixão, enquanto peça de teatro religioso popular, foi novamente protagonizado pela comunidade de Vilar de Perdizes na Páscoa de 2015, 18 anos depois da última encenação naquela aldeia de Trás-os-Montes.
Esta representação, pelo seu carácter efémero e irrepetível por excelência, só pode ser transmitida e conservada de forma fragmentária por outros meios: textos, imagens, som, eventualmente adereços.
O presente artigo examina alguns dos testemunhos remanescentes da representação de 2015 e de outras anteriores. Explora a qualidade das informações existentes em artigos de jornais, reportagens fotográficas, documentários de longa-metragem e dados de todo o tipo difundidos na Internet, à disposição dos conservadores, antropólogos, investigadores e público em geral.
A acessibilidade dos documentos, a fragilidade material de muitos, e os condicionalismos do universo digital, são igualmente focados nesta abordagem crítica da relação que une aqui um património imaterial com as suas materialidades.
Original languagePortuguese
Title of host publicationCongresso Ibero-Americano PATRIMA 2016
Subtitle of host publicationPatrimónio, as suas matérias e imatérias
EditorsMarluci Menezes, José Delgado Rodrigues, Dória Costa
Place of PublicationLisboa
PublisherLaboratório Nacional de Engenharia Civil, Patologia e Reabilitação das Construções
Pages1-20
Volume1
ISBN (Print)978-972-49-2288-1
Publication statusPublished - 2 Nov 2016

Publication series

NameColeções Reuniões Nacionais e Internacionais
NumberRNI 98

Keywords

  • Património imaterial; Identidade; Memória; Antropologia visual; Novas tecnologias;

Cite this