Novos Usos para Lugares de Memória: reencontrar o tempo na Quinta Alegre

Sofia Aleixo, Victor Mestre

Research output: Chapter in Book/Report/Conference proceedingConference contribution

52 Downloads (Pure)

Abstract

Na segunda metade do século XX, o remanescente da outrora extensa Quinta de recreio romântica localizada nos arredores de Lisboa, estruturas edificadas e jardim, foi classificado como Imóvel de Interesse Público, observando seguidamente um período de degradação e abandono, até ao início do século XXI onde foi objecto de intervenção. Após uma leitura histórica da evolução social da Quinta Alegre, apresenta-se o estudo, o projecto e a obra de restauro, reinfraestruturação e ampliação deste património cultural, onde a expressão artística do programa decorativo da casa nobre, que poderia ter condicionado a definição de um novo uso, contribuiu para a definição de estratégias de reencontro deste lugar de memória com um novo tempo.
Original languagePortuguese
Title of host publicationDinâmicas do Património Artístico.
Subtitle of host publicationCirculação, Transformações e Diálogos
EditorsClara Soares, Vera Mariz
Place of PublicationLisboa
PublisherArtis - Instituto de História da Arte Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa
Pages259-267
Number of pages8
ISBN (Print)978-989-20-8793-1
Publication statusPublished - 2018
EventDinâmicas do Património Artístico – Circulação, Transformações e Diálogos - Lisboa, Portugal
Duration: 2 Oct 20183 Oct 2018

Conference

ConferenceDinâmicas do Património Artístico – Circulação, Transformações e Diálogos
CountryPortugal
CityLisboa
Period2/10/183/10/18

Keywords

  • Quinta de recreio
  • Património Cultural
  • Intergeracionalidade
  • Restauro
  • Reinfraestruturação
  • Ampliação

Cite this

Aleixo, S., & Mestre, V. (2018). Novos Usos para Lugares de Memória: reencontrar o tempo na Quinta Alegre. In C. Soares, & V. Mariz (Eds.), Dinâmicas do Património Artístico. : Circulação, Transformações e Diálogos (pp. 259-267). Lisboa: Artis - Instituto de História da Arte Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa.