Nobres, agentes periféricos da coroa e homens dos concelhos: desarmonias discursivas e articulações factuais (Portugal, finais do século XIV)

Research output: Contribution to journalArticle

50 Downloads (Pure)

Abstract

Neste artigo examinam-se cinco capítulos da nobreza, do total de trinta e cinco apresentados nas cortes de Coimbra de 1398, atendendo, em exclusivo, às queixas dos fidalgos quanto aos atentados cometidos contra o usufruto dos seus direitos como senhores jurisdicionais -na área do exercício da justiça-, bem como à sua participação nos órgãos concelhios. Estabelecendo um confronto entre o articulado de normas que à época tinham sido promulgadas (Regimentos dos Corregedores de 1332, 1338 e 1340, Ordenação dos Pelouros e Ordenação sobre juízes d ́El Rei), com os episódios mencionados nesses capítulos adiantam-se hipóteses de articulação temporal e causal entre os vários documentos e a consequente reconstituição de factos neles referidos.

Original languagePortuguese
Pages (from-to)47-73
Number of pages26
JournalEdad Media
Volume19
DOIs
Publication statusPublished - 2018

Keywords

  • Oficiais periféricos da coroa
  • Comunicação política
  • Nobreza
  • Poder municipal

Cite this