No interior das pousadas do SNI: processos de mobiliário e projetos culturais

Research output: Chapter in Book/Report/Conference proceedingChapterpeer-review

44 Downloads (Pure)

Abstract

Inauguradas à imagem de casas de campo para uma experiência de portugalidade nos anos 1940, as Pousadas são hoje apreciadas como espaços da história em lugares de tradição onde a autenticidade da cultura é mediada por dispositivos de modernidade. Ao longo de sete décadas, a rede hoteleira foi ampliada e reconfigurada por repertórios discursivos e materiais de cultura e passado que anunciam as flutuações dos seus entendimentos e usos, permitindo pensar as Pousadas como catálogo de modalidades de representação da identidade nacional. O espaço construído não é, todavia, o produto estático de uma intenção, mas a materialidade de negociações entre contextos ideológicos, económicos, sociais e tecnológicos, experiências fenomenológicas e representações simbólicas. Objetificando estes processos, a cultura material é mais que um diagrama de ordem social ou suporte passivo de significados; ela dá forma às relações dialógicas entre pessoas e coisas que têm formas, usos, histórias, valores e agências particulares.
Original languagePortuguese
Title of host publicationMobiliário para Edifícios Públicos:
Subtitle of host publicationPortugal 1934/1974
EditorsJoão Paulo Martins
Place of PublicationLisboa
PublisherCaleidoscópio
Pages120-127
Number of pages7
ISBN (Print)978-989-6582-73-9
Publication statusPublished - 2015

Keywords

  • Cultura Material
  • Mobiliário
  • Estado Novo
  • Pousadas de Portugal

Cite this