Novas Políticas Linguísticas e Aquisição de Competências Plurilingues Profissionais aplicadas ao Ensino de Sinofalantes

Translated title of the contribution: New Language Policies and Acquisition of Plurilingual Professional Skills Applied to the Teaching of Chinese Speakers

Research output: Contribution to journalArticle

Abstract

A mobilidade estudantil e o investimento económico dos empresários chineses em Portugal têm vindo a refletir-se no interesse pelo estudo da língua portuguesa por sinofalantes, verificando-se, igualmente, uma crescente motivação pela aprendizagem do mandarim em território português. Hoje, um grande número de universidades aposta no ensino do português na China, multiplicando-se os protocolos estabelecidos entre instituições universitárias dos dois países. As publicações em português, com vertente pedagógica, dirigidas ao público chinês começam a surgir no mercado, ao mesmo tempo que a procura por serviços de tradução especializada aumenta. Neste contexto, procede-se ao enquadramento teórico das políticas de língua europeias e portuguesas, a fim de caracterizar o contexto do ensino-aprendizagem de língua portuguesa a estrangeiros. Defende-se o reforço das políticas linguísticas educativas, mediante a criação de documentos orientadores para o ensino de língua para fins específicos e académicos, bem como a elaboração e disponibilização de recursos linguísticos que vão de encontro às necessidades de estudantes e profissionais estrangeiros, em particular o público sinofalante. Tendo como base estudos realizados no âmbito da comunicação e da gestão intercultural, é apresentada uma análise sobre as repercussões que podem advir de modelos relacionais e negociais distintos, com especial ênfase para o contexto empresarial chinês e português.

Student mobility and economic investment of Chinese entrepreneurs in Portugal have led to a growing demand by Chinese speakers to study Portuguese. On the other hand, there is also an increasing motivation to learn Mandarin in Portuguese territory. Today, a large number of universities offer Portuguese language courses in China, while numerous protocols between universities of both countries are being established. Publications in the Portuguese language, with a pedagogical purpose, aimed at the Chinese people are starting to appear on the market, at the same time that the demand for specialized translation services increases. In this article, we start to describe the theoretical framework of the European and Portuguese language policies, to characterize the context of teaching and learning Portuguese to foreigners. The strengthening of educational language policies is advocated through the creation of guiding documents for teaching language for specific and academic purposes, as well as the development and availability of linguistic resources according to the needs of foreign students and professionals, especially the Chinese people. Based on the studies carried out in the scope of communication and intercultural management, an analysis of the repercussions that may arise from different relational and business models is presented, with special emphasis on the Chinese and Portuguese business context.
Original languagePortuguese
Number of pages19
JournalDiacrítica: Estudos Humanísticos, Série Ciências da Linguagem
Volume34
Issue number2
Publication statusSubmitted - 29 Feb 2020

Keywords

  • Multilingual and plurilingual skills
  • Linguistic and cultural diversity
  • Language policies
  • Portuguese for specific purposes
  • Intercultural management
  • China-Portugal relations
  • Competências multilingues e plurilingues
  • Diversidade linguística e cultural
  • Políticas linguísticas
  • Português para Fins Específicos
  • Gestão intercultural
  • Relações China-Portugal

Fingerprint Dive into the research topics of 'New Language Policies and Acquisition of Plurilingual Professional Skills Applied to the Teaching of Chinese Speakers'. Together they form a unique fingerprint.

  • Cite this