Narrativas de uma morte anunciada

quotidianos de trabalho e modos de envolvimento na ação no cuidado a doentes terminais

Research output: Chapter in Book/Report/Conference proceedingConference contribution

7 Downloads (Pure)

Abstract

A presente comunicação visa apresentar alguns resultados do projeto de investigação sociológica “Construindo caminhos para a morte: uma análise de quotidianos de trabalho em cuidados paliativos”, financiado pela Fundação para a Ciência e a Tecnologia, partindo da sociologia interaccionista, desenvolvida em contexto hospitalar por Glaser e Strauss e da sociologia pragmática na aceção de Boltanski e Thévenot. Para tal, procurar-se-á explorar as narrativas mobilizadas pelos profissionais nas suas dinâmicas de trabalho, ao longo das trajetórias de final de vida dos doentes. Por um lado, através da forma como estes profissionais lidam, nos seus quotidianos, com a complexidade de situações sociais, nomeadamente aquelas que são causadas pela confrontação, ao nível da interação, entre diferentes carreiras experienciais e pessoais relacionadas aos cuidados de final de vida. E, por outro lado, através da forma como os profissionais tentam construir arranjos que possam reduzir este tipo de complexidade com o objetivo de promover o conforto dos pacientes e diminuir o seu sofrimento nas suas trajetórias de final de vida.

This communication aims to present some results of a sociological research project “Building pathways to death: an analysis of everyday work in palliative care”, financed by the Portuguese Foundation for Science and Technology. Departing analytically from Glaser and Strauss’s interactionist sociology and from the pragmatic sociology of Boltanski and Thévenot. For this purpose we aim to explore the narratives mobilized to describe and analyse the ways by which healthcare professionals deal, in palliative care, with complexity in social situations, namely complexity caused by the confrontation, at the level of interaction, between different experiential and personal careers related to end-of-life care, and to understand if and how - if that is the case - professionals try to build arrangements which may reduce that kind of complexity in order to promote patients’ comfort and diminish patients’ suffering in their end-of-life trajectories.
Original languagePortuguese
Title of host publicationAtas do VIII Congresso Português de Sociologia
Subtitle of host publication40 anos de democracias: progressos, contradições e prospetivas
Place of PublicationLisboa
PublisherAssociação Portuguesa de Sociologia
Pages1-12
Number of pages12
ISBN (Print)978-989-97981-2-0
Publication statusPublished - 2014
EventVIII Congresso Português de Sociologia - Évora, Portugal
Duration: 14 Apr 201416 Apr 2014

Conference

ConferenceVIII Congresso Português de Sociologia
CountryPortugal
CityÉvora
Period14/04/1416/04/14

Keywords

  • Cuidados paliativos
  • Trajetórias de final de vida
  • Carreiras experienciais
  • Arranjos
  • Quotidianos de trabalho
  • Palliative care
  • End of life trajectories
  • Experiential careers
  • Arrangements
  • Everyday work

Cite this

Vicente, A. I. P. M. (2014). Narrativas de uma morte anunciada: quotidianos de trabalho e modos de envolvimento na ação no cuidado a doentes terminais. In Atas do VIII Congresso Português de Sociologia: 40 anos de democracias: progressos, contradições e prospetivas (pp. 1-12). Lisboa: Associação Portuguesa de Sociologia.
Vicente, Ana Inês Pedro Martins. / Narrativas de uma morte anunciada : quotidianos de trabalho e modos de envolvimento na ação no cuidado a doentes terminais. Atas do VIII Congresso Português de Sociologia: 40 anos de democracias: progressos, contradições e prospetivas. Lisboa : Associação Portuguesa de Sociologia, 2014. pp. 1-12
@inproceedings{ebbbed5df96a42b798d1781874144775,
title = "Narrativas de uma morte anunciada: quotidianos de trabalho e modos de envolvimento na a{\cc}{\~a}o no cuidado a doentes terminais",
abstract = "A presente comunica{\cc}{\~a}o visa apresentar alguns resultados do projeto de investiga{\cc}{\~a}o sociol{\'o}gica “Construindo caminhos para a morte: uma an{\'a}lise de quotidianos de trabalho em cuidados paliativos”, financiado pela Funda{\cc}{\~a}o para a Ci{\^e}ncia e a Tecnologia, partindo da sociologia interaccionista, desenvolvida em contexto hospitalar por Glaser e Strauss e da sociologia pragm{\'a}tica na ace{\cc}{\~a}o de Boltanski e Th{\'e}venot. Para tal, procurar-se-{\'a} explorar as narrativas mobilizadas pelos profissionais nas suas din{\^a}micas de trabalho, ao longo das trajet{\'o}rias de final de vida dos doentes. Por um lado, atrav{\'e}s da forma como estes profissionais lidam, nos seus quotidianos, com a complexidade de situa{\cc}{\~o}es sociais, nomeadamente aquelas que s{\~a}o causadas pela confronta{\cc}{\~a}o, ao n{\'i}vel da intera{\cc}{\~a}o, entre diferentes carreiras experienciais e pessoais relacionadas aos cuidados de final de vida. E, por outro lado, atrav{\'e}s da forma como os profissionais tentam construir arranjos que possam reduzir este tipo de complexidade com o objetivo de promover o conforto dos pacientes e diminuir o seu sofrimento nas suas trajet{\'o}rias de final de vida.This communication aims to present some results of a sociological research project “Building pathways to death: an analysis of everyday work in palliative care”, financed by the Portuguese Foundation for Science and Technology. Departing analytically from Glaser and Strauss’s interactionist sociology and from the pragmatic sociology of Boltanski and Th{\'e}venot. For this purpose we aim to explore the narratives mobilized to describe and analyse the ways by which healthcare professionals deal, in palliative care, with complexity in social situations, namely complexity caused by the confrontation, at the level of interaction, between different experiential and personal careers related to end-of-life care, and to understand if and how - if that is the case - professionals try to build arrangements which may reduce that kind of complexity in order to promote patients’ comfort and diminish patients’ suffering in their end-of-life trajectories.",
keywords = "Cuidados paliativos, Trajet{\'o}rias de final de vida, Carreiras experienciais, Arranjos, Quotidianos de trabalho, Palliative care, End of life trajectories, Experiential careers, Arrangements, Everyday work",
author = "Vicente, {Ana In{\^e}s Pedro Martins}",
note = "info:eu-repo/grantAgreement/FCT/5876/147304/PT# UID/SOC/04647/2013",
year = "2014",
language = "Portuguese",
isbn = "978-989-97981-2-0",
pages = "1--12",
booktitle = "Atas do VIII Congresso Portugu{\^e}s de Sociologia",
publisher = "Associa{\cc}{\~a}o Portuguesa de Sociologia",

}

Vicente, AIPM 2014, Narrativas de uma morte anunciada: quotidianos de trabalho e modos de envolvimento na ação no cuidado a doentes terminais. in Atas do VIII Congresso Português de Sociologia: 40 anos de democracias: progressos, contradições e prospetivas. Associação Portuguesa de Sociologia, Lisboa, pp. 1-12, VIII Congresso Português de Sociologia, Évora, Portugal, 14/04/14.

Narrativas de uma morte anunciada : quotidianos de trabalho e modos de envolvimento na ação no cuidado a doentes terminais. / Vicente, Ana Inês Pedro Martins.

Atas do VIII Congresso Português de Sociologia: 40 anos de democracias: progressos, contradições e prospetivas. Lisboa : Associação Portuguesa de Sociologia, 2014. p. 1-12.

Research output: Chapter in Book/Report/Conference proceedingConference contribution

TY - GEN

T1 - Narrativas de uma morte anunciada

T2 - quotidianos de trabalho e modos de envolvimento na ação no cuidado a doentes terminais

AU - Vicente, Ana Inês Pedro Martins

N1 - info:eu-repo/grantAgreement/FCT/5876/147304/PT# UID/SOC/04647/2013

PY - 2014

Y1 - 2014

N2 - A presente comunicação visa apresentar alguns resultados do projeto de investigação sociológica “Construindo caminhos para a morte: uma análise de quotidianos de trabalho em cuidados paliativos”, financiado pela Fundação para a Ciência e a Tecnologia, partindo da sociologia interaccionista, desenvolvida em contexto hospitalar por Glaser e Strauss e da sociologia pragmática na aceção de Boltanski e Thévenot. Para tal, procurar-se-á explorar as narrativas mobilizadas pelos profissionais nas suas dinâmicas de trabalho, ao longo das trajetórias de final de vida dos doentes. Por um lado, através da forma como estes profissionais lidam, nos seus quotidianos, com a complexidade de situações sociais, nomeadamente aquelas que são causadas pela confrontação, ao nível da interação, entre diferentes carreiras experienciais e pessoais relacionadas aos cuidados de final de vida. E, por outro lado, através da forma como os profissionais tentam construir arranjos que possam reduzir este tipo de complexidade com o objetivo de promover o conforto dos pacientes e diminuir o seu sofrimento nas suas trajetórias de final de vida.This communication aims to present some results of a sociological research project “Building pathways to death: an analysis of everyday work in palliative care”, financed by the Portuguese Foundation for Science and Technology. Departing analytically from Glaser and Strauss’s interactionist sociology and from the pragmatic sociology of Boltanski and Thévenot. For this purpose we aim to explore the narratives mobilized to describe and analyse the ways by which healthcare professionals deal, in palliative care, with complexity in social situations, namely complexity caused by the confrontation, at the level of interaction, between different experiential and personal careers related to end-of-life care, and to understand if and how - if that is the case - professionals try to build arrangements which may reduce that kind of complexity in order to promote patients’ comfort and diminish patients’ suffering in their end-of-life trajectories.

AB - A presente comunicação visa apresentar alguns resultados do projeto de investigação sociológica “Construindo caminhos para a morte: uma análise de quotidianos de trabalho em cuidados paliativos”, financiado pela Fundação para a Ciência e a Tecnologia, partindo da sociologia interaccionista, desenvolvida em contexto hospitalar por Glaser e Strauss e da sociologia pragmática na aceção de Boltanski e Thévenot. Para tal, procurar-se-á explorar as narrativas mobilizadas pelos profissionais nas suas dinâmicas de trabalho, ao longo das trajetórias de final de vida dos doentes. Por um lado, através da forma como estes profissionais lidam, nos seus quotidianos, com a complexidade de situações sociais, nomeadamente aquelas que são causadas pela confrontação, ao nível da interação, entre diferentes carreiras experienciais e pessoais relacionadas aos cuidados de final de vida. E, por outro lado, através da forma como os profissionais tentam construir arranjos que possam reduzir este tipo de complexidade com o objetivo de promover o conforto dos pacientes e diminuir o seu sofrimento nas suas trajetórias de final de vida.This communication aims to present some results of a sociological research project “Building pathways to death: an analysis of everyday work in palliative care”, financed by the Portuguese Foundation for Science and Technology. Departing analytically from Glaser and Strauss’s interactionist sociology and from the pragmatic sociology of Boltanski and Thévenot. For this purpose we aim to explore the narratives mobilized to describe and analyse the ways by which healthcare professionals deal, in palliative care, with complexity in social situations, namely complexity caused by the confrontation, at the level of interaction, between different experiential and personal careers related to end-of-life care, and to understand if and how - if that is the case - professionals try to build arrangements which may reduce that kind of complexity in order to promote patients’ comfort and diminish patients’ suffering in their end-of-life trajectories.

KW - Cuidados paliativos

KW - Trajetórias de final de vida

KW - Carreiras experienciais

KW - Arranjos

KW - Quotidianos de trabalho

KW - Palliative care

KW - End of life trajectories

KW - Experiential careers

KW - Arrangements

KW - Everyday work

M3 - Conference contribution

SN - 978-989-97981-2-0

SP - 1

EP - 12

BT - Atas do VIII Congresso Português de Sociologia

PB - Associação Portuguesa de Sociologia

CY - Lisboa

ER -

Vicente AIPM. Narrativas de uma morte anunciada: quotidianos de trabalho e modos de envolvimento na ação no cuidado a doentes terminais. In Atas do VIII Congresso Português de Sociologia: 40 anos de democracias: progressos, contradições e prospetivas. Lisboa: Associação Portuguesa de Sociologia. 2014. p. 1-12