Abstract

As mudanças que têm ocorrido recentemente na cidade de Lisboa estão associadas, em grande medida, às dinâmicas de mobilidade residencial, suas causas e consequências. A escolha da área de residência, determinada por fatores econômicos, sociais, culturais e psicológicos, resulta numa alteração gradual da estrutura social da cidade e dos padrões de ocupação do território. Este artigo, partindo dos dados de um inquérito realizado aos munícipes de Lisboa entre 2016 e 2017, procura contribuir para melhor compreender essas mudanças, analisando as dimensões territorial e temporal da mobilidade, assim como os perfi s socioeconômicos dos residentes mais antigos e dos novos. Perante a diversidade de experiências de mobilidade residencial, recorreu-se à análise multivariada para defi nir cinco perfi s com características sociais distintas.
Original languagePortuguese
Pages (from-to)123-149
Number of pages27
JournalCadernos Metrópole, EDUC, Editora da Pontifícia Universidade Católica de S. Paulo
Volume20
Issue number41
Publication statusPublished - 2018

Keywords

  • Lisboa
  • Mobilidade residencial
  • Perfis de residentes
  • Mudança urbana
  • Habitação

Cite this