Abstract

As mudanças que têm ocorrido recentemente na cidade de Lisboa estão associadas, em grande medida, às dinâmicas de mobilidade residencial, suas causas e consequências. A escolha da área de residência, determinada por fatores econômicos, sociais, culturais e psicológicos, resulta numa alteração gradual da estrutura social da cidade e dos padrões de ocupação do território. Este artigo, partindo dos dados de um inquérito realizado aos munícipes de Lisboa entre 2016 e 2017, procura contribuir para melhor compreender essas mudanças, analisando as dimensões territorial e temporal da mobilidade, assim como os perfi s socioeconômicos dos residentes mais antigos e dos novos. Perante a diversidade de experiências de mobilidade residencial, recorreu-se à análise multivariada para defi nir cinco perfi s com características sociais distintas.
Original languagePortuguese
Pages (from-to)123-149
Number of pages27
JournalCadernos Metrópole, EDUC, Editora da Pontifícia Universidade Católica de S. Paulo
Volume20
Issue number41
Publication statusPublished - 2018

Keywords

  • Lisboa
  • Mobilidade residencial
  • Perfis de residentes
  • Mudança urbana
  • Habitação

Cite this

@article{287293b87a9b4d64a39fabb41d24a10a,
title = "Mudar de casa em Lisboa: perfis socioecon{\^o}micos da recente mobilidade residencial",
abstract = "As mudan{\cc}as que t{\^e}m ocorrido recentemente na cidade de Lisboa est{\~a}o associadas, em grande medida, {\`a}s din{\^a}micas de mobilidade residencial, suas causas e consequ{\^e}ncias. A escolha da {\'a}rea de resid{\^e}ncia, determinada por fatores econ{\^o}micos, sociais, culturais e psicol{\'o}gicos, resulta numa altera{\cc}{\~a}o gradual da estrutura social da cidade e dos padr{\~o}es de ocupa{\cc}{\~a}o do territ{\'o}rio. Este artigo, partindo dos dados de um inqu{\'e}rito realizado aos mun{\'i}cipes de Lisboa entre 2016 e 2017, procura contribuir para melhor compreender essas mudan{\cc}as, analisando as dimens{\~o}es territorial e temporal da mobilidade, assim como os perfi s socioecon{\^o}micos dos residentes mais antigos e dos novos. Perante a diversidade de experi{\^e}ncias de mobilidade residencial, recorreu-se {\`a} an{\'a}lise multivariada para defi nir cinco perfi s com caracter{\'i}sticas sociais distintas.",
keywords = "Lisboa, Mobilidade residencial, Perfis de residentes, Mudan{\cc}a urbana, Habita{\cc}{\~a}o",
author = "Jorge, {Maria do Ros{\'a}rio Gon{\cc}alves} and Fernandes, {Jo{\~a}o Alexandre Pires} and Pereira, {Ana Patr{\'i}cia Faria} and Cl{\'a}udia Urbano and Jo{\~a}o Seixas and Lu{\'i}s Baptista",
note = "info:eu-repo/grantAgreement/FCT/5876/147250/PT# UID/HIS/04209/2013 UID/SOC/04647/2013",
year = "2018",
language = "Portuguese",
volume = "20",
pages = "123--149",
journal = "Cadernos Metr{\'o}pole",
issn = "2236-9996",
number = "41",

}

TY - JOUR

T1 - Mudar de casa em Lisboa

T2 - perfis socioeconômicos da recente mobilidade residencial

AU - Jorge, Maria do Rosário Gonçalves

AU - Fernandes, João Alexandre Pires

AU - Pereira, Ana Patrícia Faria

AU - Urbano, Cláudia

AU - Seixas, João

AU - Baptista, Luís

N1 - info:eu-repo/grantAgreement/FCT/5876/147250/PT# UID/HIS/04209/2013 UID/SOC/04647/2013

PY - 2018

Y1 - 2018

N2 - As mudanças que têm ocorrido recentemente na cidade de Lisboa estão associadas, em grande medida, às dinâmicas de mobilidade residencial, suas causas e consequências. A escolha da área de residência, determinada por fatores econômicos, sociais, culturais e psicológicos, resulta numa alteração gradual da estrutura social da cidade e dos padrões de ocupação do território. Este artigo, partindo dos dados de um inquérito realizado aos munícipes de Lisboa entre 2016 e 2017, procura contribuir para melhor compreender essas mudanças, analisando as dimensões territorial e temporal da mobilidade, assim como os perfi s socioeconômicos dos residentes mais antigos e dos novos. Perante a diversidade de experiências de mobilidade residencial, recorreu-se à análise multivariada para defi nir cinco perfi s com características sociais distintas.

AB - As mudanças que têm ocorrido recentemente na cidade de Lisboa estão associadas, em grande medida, às dinâmicas de mobilidade residencial, suas causas e consequências. A escolha da área de residência, determinada por fatores econômicos, sociais, culturais e psicológicos, resulta numa alteração gradual da estrutura social da cidade e dos padrões de ocupação do território. Este artigo, partindo dos dados de um inquérito realizado aos munícipes de Lisboa entre 2016 e 2017, procura contribuir para melhor compreender essas mudanças, analisando as dimensões territorial e temporal da mobilidade, assim como os perfi s socioeconômicos dos residentes mais antigos e dos novos. Perante a diversidade de experiências de mobilidade residencial, recorreu-se à análise multivariada para defi nir cinco perfi s com características sociais distintas.

KW - Lisboa

KW - Mobilidade residencial

KW - Perfis de residentes

KW - Mudança urbana

KW - Habitação

M3 - Article

VL - 20

SP - 123

EP - 149

JO - Cadernos Metrópole

JF - Cadernos Metrópole

SN - 2236-9996

IS - 41

ER -