Menos Coutadas melhores Pinhais: império, inundações, fisiocracia, guerra e especialização das matas reais em Portugal (1777-1824)

Research output: Contribution to journalArticlepeer-review

34 Downloads (Pure)

Abstract

Este trabalho trata o tema da regeneração florestal nas matas reais em Portugal, entre os séculos XVIII e XIX, numa geografia e numa cronologia onde se assume, até ao presente que, houve destruição gradual e compulsiva destes recursos. Observam-se contextos de abate, regeneração e manutenção de florestas na longa duração demonstrando que não se verificou apenas destruição sistemática da floresta mas processos de desgaste e recuperação da mancha florestal em intensidades variáveis entre 1706 e 1824. Salientam-se exercícios de manutenção da floresta praticados anteriormente ao nascimento da silvicultura Oitocentista.
Original languagePortuguese
Pages (from-to)456-487
Number of pages32
JournalTiempos Modernos. Revista electrónica de Historia Moderna
Volume9
Issue number39
Publication statusPublished - 2019

Keywords

  • Renovação florestal
  • Manutenção florestal
  • Arboricultura
  • Podas
  • Fisiocracia

Cite this