Música para imagens, sem imagens

a library music do site Cézame

Research output: Contribution to conferenceOther

Abstract

A library music representa actualmente um dos recursos musicais mais ouvidos em filmes de todo o tipo, desde programas televisivos a vídeos de youtube. Esta música pré-existente é composta tendo em vista a sua utilização em produtos audiovisuais, sendo organizada em plataformas online segundo categorias de instrumentação, emoções, géneros de produção, entre outros (cf. Tagg 2006; Nardi 2012). Dada a sua preponderância em filmes consumidos diariamente, as inúmeras companhias que a comercializam através dos seus sites constituem indústrias musicais significativas, estreitamente ligadas às necessidades e tendências das indústrias audiovisuais. No entanto, apesar da sua utilização difundida e dos numerosos intervenientes que reúne, desde compositores e intérpretes a consultores musicais e realizadores, a library music é ainda pouco explorada em investigações académicas.
A companhia francesa Cézame, com um alcance e clientela internacional, é bastante representativa das práticas e discursos mais recorrentes nesta produção musical. Centrando-me no caso específico de Cézame, procuro explorar várias questões centrais na produção de library music: os processos de classificação das faixas musicais através de playlists e categorias, e o modo como os compositores e consultores dos sites se relacionam com essas categorizações; a associação que os títulos, descrições e palavras-chave das faixas estabelecem com diversos imaginários e narrativas, influenciando de forma determinante os seus possíveis destinos audiovisuais; o importante papel de estereótipos musicais no constante reflexo (e reforço) de convenções musico-cinematográficas que se verifica nesta produção musical; e as estratégias empregues pelos diferentes agentes envolvidos neste processo para se distanciarem do carácter estigmatizado da library music (Butler 2013, 171).
Original languagePortuguese
Publication statusPublished - Nov 2017
EventVII Encontro Nacional de Investigação em Música ENIM 2017 - Universidade do Minho, SPIM, Braga, Portugal
Duration: 9 Nov 201711 Nov 2017

Conference

ConferenceVII Encontro Nacional de Investigação em Música ENIM 2017
Abbreviated titleENIM 2017
CountryPortugal
CityBraga
Period9/11/1711/11/17

Keywords

  • library music
  • audiovisual
  • categorizações
  • indústrias musicais
  • internet

Cite this

Durand, J. (2017). Música para imagens, sem imagens: a library music do site Cézame. VII Encontro Nacional de Investigação em Música ENIM 2017, Braga, Portugal.
Durand, Júlia. / Música para imagens, sem imagens : a library music do site Cézame. VII Encontro Nacional de Investigação em Música ENIM 2017, Braga, Portugal.
@conference{b6b56e597e624a99a77e2d3b8ff217c7,
title = "M{\'u}sica para imagens, sem imagens: a library music do site C{\'e}zame",
abstract = "A library music representa actualmente um dos recursos musicais mais ouvidos em filmes de todo o tipo, desde programas televisivos a v{\'i}deos de youtube. Esta m{\'u}sica pr{\'e}-existente {\'e} composta tendo em vista a sua utiliza{\cc}{\~a}o em produtos audiovisuais, sendo organizada em plataformas online segundo categorias de instrumenta{\cc}{\~a}o, emo{\cc}{\~o}es, g{\'e}neros de produ{\cc}{\~a}o, entre outros (cf. Tagg 2006; Nardi 2012). Dada a sua preponder{\^a}ncia em filmes consumidos diariamente, as in{\'u}meras companhias que a comercializam atrav{\'e}s dos seus sites constituem ind{\'u}strias musicais significativas, estreitamente ligadas {\`a}s necessidades e tend{\^e}ncias das ind{\'u}strias audiovisuais. No entanto, apesar da sua utiliza{\cc}{\~a}o difundida e dos numerosos intervenientes que re{\'u}ne, desde compositores e int{\'e}rpretes a consultores musicais e realizadores, a library music {\'e} ainda pouco explorada em investiga{\cc}{\~o}es acad{\'e}micas. A companhia francesa C{\'e}zame, com um alcance e clientela internacional, {\'e} bastante representativa das pr{\'a}ticas e discursos mais recorrentes nesta produ{\cc}{\~a}o musical. Centrando-me no caso espec{\'i}fico de C{\'e}zame, procuro explorar v{\'a}rias quest{\~o}es centrais na produ{\cc}{\~a}o de library music: os processos de classifica{\cc}{\~a}o das faixas musicais atrav{\'e}s de playlists e categorias, e o modo como os compositores e consultores dos sites se relacionam com essas categoriza{\cc}{\~o}es; a associa{\cc}{\~a}o que os t{\'i}tulos, descri{\cc}{\~o}es e palavras-chave das faixas estabelecem com diversos imagin{\'a}rios e narrativas, influenciando de forma determinante os seus poss{\'i}veis destinos audiovisuais; o importante papel de estere{\'o}tipos musicais no constante reflexo (e refor{\cc}o) de conven{\cc}{\~o}es musico-cinematogr{\'a}ficas que se verifica nesta produ{\cc}{\~a}o musical; e as estrat{\'e}gias empregues pelos diferentes agentes envolvidos neste processo para se distanciarem do car{\'a}cter estigmatizado da library music (Butler 2013, 171).",
keywords = "library music, audiovisual, categoriza{\cc}{\~o}es, ind{\'u}strias musicais, internet",
author = "J{\'u}lia Durand",
note = "info:eu-repo/grantAgreement/FCT/5876/147237/PT# UID/EAT/00693/2013 ; null ; Conference date: 09-11-2017 Through 11-11-2017",
year = "2017",
month = "11",
language = "Portuguese",

}

Durand, J 2017, 'Música para imagens, sem imagens: a library music do site Cézame' VII Encontro Nacional de Investigação em Música ENIM 2017, Braga, Portugal, 9/11/17 - 11/11/17, .

Música para imagens, sem imagens : a library music do site Cézame. / Durand, Júlia.

2017. VII Encontro Nacional de Investigação em Música ENIM 2017, Braga, Portugal.

Research output: Contribution to conferenceOther

TY - CONF

T1 - Música para imagens, sem imagens

T2 - a library music do site Cézame

AU - Durand, Júlia

N1 - info:eu-repo/grantAgreement/FCT/5876/147237/PT# UID/EAT/00693/2013

PY - 2017/11

Y1 - 2017/11

N2 - A library music representa actualmente um dos recursos musicais mais ouvidos em filmes de todo o tipo, desde programas televisivos a vídeos de youtube. Esta música pré-existente é composta tendo em vista a sua utilização em produtos audiovisuais, sendo organizada em plataformas online segundo categorias de instrumentação, emoções, géneros de produção, entre outros (cf. Tagg 2006; Nardi 2012). Dada a sua preponderância em filmes consumidos diariamente, as inúmeras companhias que a comercializam através dos seus sites constituem indústrias musicais significativas, estreitamente ligadas às necessidades e tendências das indústrias audiovisuais. No entanto, apesar da sua utilização difundida e dos numerosos intervenientes que reúne, desde compositores e intérpretes a consultores musicais e realizadores, a library music é ainda pouco explorada em investigações académicas. A companhia francesa Cézame, com um alcance e clientela internacional, é bastante representativa das práticas e discursos mais recorrentes nesta produção musical. Centrando-me no caso específico de Cézame, procuro explorar várias questões centrais na produção de library music: os processos de classificação das faixas musicais através de playlists e categorias, e o modo como os compositores e consultores dos sites se relacionam com essas categorizações; a associação que os títulos, descrições e palavras-chave das faixas estabelecem com diversos imaginários e narrativas, influenciando de forma determinante os seus possíveis destinos audiovisuais; o importante papel de estereótipos musicais no constante reflexo (e reforço) de convenções musico-cinematográficas que se verifica nesta produção musical; e as estratégias empregues pelos diferentes agentes envolvidos neste processo para se distanciarem do carácter estigmatizado da library music (Butler 2013, 171).

AB - A library music representa actualmente um dos recursos musicais mais ouvidos em filmes de todo o tipo, desde programas televisivos a vídeos de youtube. Esta música pré-existente é composta tendo em vista a sua utilização em produtos audiovisuais, sendo organizada em plataformas online segundo categorias de instrumentação, emoções, géneros de produção, entre outros (cf. Tagg 2006; Nardi 2012). Dada a sua preponderância em filmes consumidos diariamente, as inúmeras companhias que a comercializam através dos seus sites constituem indústrias musicais significativas, estreitamente ligadas às necessidades e tendências das indústrias audiovisuais. No entanto, apesar da sua utilização difundida e dos numerosos intervenientes que reúne, desde compositores e intérpretes a consultores musicais e realizadores, a library music é ainda pouco explorada em investigações académicas. A companhia francesa Cézame, com um alcance e clientela internacional, é bastante representativa das práticas e discursos mais recorrentes nesta produção musical. Centrando-me no caso específico de Cézame, procuro explorar várias questões centrais na produção de library music: os processos de classificação das faixas musicais através de playlists e categorias, e o modo como os compositores e consultores dos sites se relacionam com essas categorizações; a associação que os títulos, descrições e palavras-chave das faixas estabelecem com diversos imaginários e narrativas, influenciando de forma determinante os seus possíveis destinos audiovisuais; o importante papel de estereótipos musicais no constante reflexo (e reforço) de convenções musico-cinematográficas que se verifica nesta produção musical; e as estratégias empregues pelos diferentes agentes envolvidos neste processo para se distanciarem do carácter estigmatizado da library music (Butler 2013, 171).

KW - library music

KW - audiovisual

KW - categorizações

KW - indústrias musicais

KW - internet

M3 - Other

ER -

Durand J. Música para imagens, sem imagens: a library music do site Cézame. 2017. VII Encontro Nacional de Investigação em Música ENIM 2017, Braga, Portugal.