LRC (PRSW) e LRD (CRSW) provenientes da escavação de emergência efetuada na villa romana do Alto do Cidreira (Cascais)

Eurico Sepúlveda, Catarina Bolila, Raquel Santos

Research output: Contribution to journalArticlepeer-review

36 Downloads (Pure)

Abstract

Os autores apresentam o estudo do espólio em cerâmicas finas de mesa com origem na Fócea, atual Turquia e na ilha de Chipre, obtido durante a intervenção arqueológica levada a cabo no ano de 2007, no sítio de ocupação romana do Alto do Cidreira (Carrascal de Alvide, concelho de Cascais) pela empresa Neoépica. Do cruzamento com outros espólios cerâmicos de importação e de numismas, obtiveram cronologias relativas a períodos da Antiguidade Tardia que se estendem desde meados do século V a meados/terceiro quartel do século VI. O desaparecimento, nos mercados de então, destas cerâmicas durante um período cronológico mais vasto do que o indicado, supra, ou seja de finais do século VI a inícios do século VII, levou os autores a procurar uma explicação em mais um fator exógeno ao seu sistema produtivo, o surto pandémico da peste bubónica, que irradiando de áreas situadas no Mediterrâneo oriental, com início em tempos de Justiniano, atingiu elevadíssimas taxas de mortalidade, causando grandes mudanças na vida social, política e comercial de então.

The authors studied the assets of fine wares of Late Roman C (Phocean Red Slip Wares) and Late Roman D (Cypriot Ware) unearthed, in the surroundings of the Roman archaeological site of Alto do Cidreira (Carrascal de Alvide, municipality of Cascais) by Neoépica, in 2007. Some other assets were taken in account, such as ARSW and coins, to establish chronologies which dated the site from middle of 5th century to mid/third quarter of the 6th. Brakes in the supply of these ceramics during the late 6th/early 7th century lead the authors to propose the existence of one other factor that could explain it. So, it was advanced the role of the pandemic plague in 541 (the Justinian plague), with several outbreaks in the following centuries, up to 750 that spread from the east Mediterranean brought severe changes in political life, in social status, as well as in commercial trends.
Original languagePortuguese
Pages (from-to)357-411
Number of pages37
JournalO Arqueólogo Português
Volume4/5
Issue numbersérie V
Publication statusPublished - 2015

Keywords

  • LRC/LRD
  • rotas comerciais
  • pandemia
  • Antiguidade Tardia
  • Lusitânia

Cite this