Literatura Oral e Tradicional (vol.8)

Research output: Contribution to journalArticle

Abstract

Sendo a Nova Águia uma Revista que, de forma assumida e descomplexada, dá o devido destaque aos autores maiores da nossa tradição filosófica e cultural, inevitavelmente teríamos que dedicar um número a Álvaro Ribeiro – depois de já o termos feito a António Vieira, Agostinho da Silva, Teixeira de Pascoaes e Fernando Pessoa. A ocasião chegou, agora que se assinalam os trinta anos da sua morte. Que outra Revista o poderia fazer? Em muitos casos mais referida do que propriamente lida, a obra de Álvaro Ribeiro tornou-se numa espécie de bandeira do que em geral se designa por “Filosofia Portuguesa” – quer para os que a defendem, quer, contrapolarmente, para aqueles que contestam, ainda hoje, a sua existência. Desde logo por isso, o próprio Álvaro Ribeiro acabou por se tornar no autor mais emblemático da dita “Filosofia Portuguesa”. Por essa mesma razão, a sua figura ainda hoje desperta reacções assaz apaixonadas, num e noutro sentido, o que, se por um lado, lhe tem preservado, trinta anos após a sua morte, uma apreciável notoriedade, por outro, tem impedido, pelo menos nalguns casos, por evidente preconceito, um estudo mais aprofundado da sua obra. Neste número, procurámos colmatar essa falha, convocando os maiores especialistas na obra de Álvaro Ribeiro, dando, ao mesmo tempo, voz àqueles que ainda hoje contestam a existência de “filosofias nacionais”. .Nos 30 anos da morte de Álvaro Ribeiro.Nos 50 anos daTeoria do Ser e da Verdadede José Marinho.Nos 100 anos do nascimento de Álvaro Cunqueiro e da morte de Joaquim Nabuco.No bicentenário do nascimento de Domingos Gonçalves de Magalhães.Ainda nos 15 anos da CPLP.Ainda sobre Fernando Pessoa.
Original languageUnknown
Pages (from-to)239-241
JournalNova Águia - Revista de Cultura para o século XXI
Volume8
Issue numberNA
Publication statusPublished - 1 Jan 2011

Cite this