Lisboa e a grande guerra: subsistências e poder municipal (1916-1918)

Research output: Contribution to journalArticle

Abstract

Este artigo procura estudar as principais medidas implementadas pelo município lisboeta de modo a adaptar-se às necessidades originadas pela guerra. Analisa a dimensão e os limites da “politização” dos consumos e assinala o impacto das perturbações trazidas pela carência de géneros alimentares ao agravamento da situação social do operariado e das camadas mais baixas do funcionalismo público. Destaca, desde logo, a insuficiência das produções, os problemas de distribuição e o açambarcamento, factores que, por si só, ajudam a compreender a vaga de agitação social que Lisboa viveu ao longo da Primavera e do Verão de 1917.
Original languagePortuguese
Pages (from-to)169-192
Number of pages23
JournalLer História
Volume73
Publication statusPublished - 2018

Keywords

  • subsistências
  • Grande Guerra
  • Lisboa
  • poder municipal
  • Primeira República
  • revoltas populares

Cite this