Judith Farré nos habla sobre el proyecto: En los bordes del archivo: escrituras efímeras en los virreinatos de Indias

Research output: Contribution to journalArticlepeer-review

2 Downloads (Pure)

Abstract

Esta entrevista nasce da necessidade de refletir sobre a articulação entre a investigação acadêmica e as práticas de patrimonialização. Foi nesse sentido que contatei com a Dra. Judith Farré Vidal, investigadora do Instituto de Lengua, Literatura y Antropología (ILLA), do Consejo Superior de Investigaciones Científicas (CSIC), uma das instituições de investigação de maior prestígio em Espanha. Ao longo da sua carreira, a investigadora trabalhou sobre temáticas relacionadas com a história e a literatura hispânica desde uma perspectiva transdisciplinar e, mais recentemente, voltou o seu olhar sobre o patrimônio. Foi nesse contexto que surgiu o projeto "Nas bordas do arquivo: escrituras efémeras nos vice-reinos de Índias", que explora o conceito de "margem" para refletir sobre aspectos da cultura material que tradicionalmente disfrutaram de uma posição periférica nos estudos académicos e, consequentemente, também nas práticas de patrimonialização. Por tudo isso, a nossa conversa versa precisamente sobre as suas opções metodológicas, sobre os seus principais desafio e logros, sobretudo no que concerne à utilização de um enfoque de gênero nestes campos de trabalho. O texto é apresentado primeiro em espanhol (idioma em que se realizou a entrevista) e depois em português, para facilitar a sua leitura por um público mais amplo que esperamos se interesse pelo tema.
Original languageSpanish
Pages (from-to)1-15
Number of pages15
JournalRevista Temporis[ação]
Volume21
Issue number1
Publication statusPublished - 2021

Cite this