It’s storytelling through music: sobre concertos de música para videojogos e a promessa de uma experiência “imersiva” e colaborativa

Research output: Chapter in Book/Report/Conference proceedingConference contribution

Abstract

Os concertos de música para videojogos são um fenómeno crescente desde os anos 90, expandido o seu raio global de performances, recursos, fãs e popularidade. Desde o ciclo Distant Worlds a outras digressões de concertos como Final Fantasy e Video Games Live, cada vez mais orquestras, espaços e produções estão a apostar e a especializar-se em música para videojogos. Através da utilização de grandes ecrãs com excertos da acção de videojogos específicas cuja banda sonora está a ser interpretada, o design cuidado do espectáculo de luzes e efeitos especiais e ainda a participação de figuras conhecidas nesta indústria – como compositores, produtores e youtubers – muitos destes concertos são caracterizados como uma “experiência imersiva”, promovendo “segmentos interactivos” e apelando não só a fãs de videojogos mas também non-gamers. Aliado à performance de bandas sonoras orquestrais previamente compostas, este modelo de concertos assenta na transformação sinfónica do acompanhamento musical de títulos que não foi escrito com recursos orquestrais, associando-se assim à ideia de “nostalgia” e a viabilização de um segmento arcade do espectáculo. Este artigo examina casos específicos de concertos de música para videojogos e como é que os seus modelos de construção e apresentação moldam as respectivas performances de acordo com a ideia de uma experiência e imersão colaborativa, transportando a componente musical para outro nível de significado devido à sua presença noutro espaço – removida do videojogo e da sua narrativa –, sendo assim um veículo narrativo de uma experiência interactiva e em tempo-real.
Original languagePortuguese
Title of host publicationVideojogos 2017 - Videogames as an art Form
Subtitle of host publication10ª Conferência de Ciências e Artes dos Videojogos: Livro de Actas da Videojogos 2017
EditorsFilipe Costa Luz, Daniel Cardoso, Nuno Fachada
Place of PublicationLisboa
PublisherPublicações Universitárias Lusófona
Pages27-40
Number of pages13
ISBN (Electronic)978-989-757-061-2
Publication statusPublished - 2018
EventVideojogos 2017 - Videogames as an art Form: 10ª Conferência de Ciências e Artes dos Videojogos - Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias, Lisboa, Portugal
Duration: 23 Nov 201724 Nov 2017

Conference

ConferenceVideojogos 2017 - Videogames as an art Form
Abbreviated titleVideojogos 2017
CountryPortugal
CityLisboa
Period23/11/1724/11/17

Keywords

  • Música para videojogos
  • Concertos orquestrais
  • Performance
  • Narrativa
  • Imersão

Cite this

Freitas, J. (2018). It’s storytelling through music: sobre concertos de música para videojogos e a promessa de uma experiência “imersiva” e colaborativa. In F. Costa Luz, D. Cardoso, & N. Fachada (Eds.), Videojogos 2017 - Videogames as an art Form: 10ª Conferência de Ciências e Artes dos Videojogos: Livro de Actas da Videojogos 2017 (pp. 27-40). Lisboa: Publicações Universitárias Lusófona.