Ferro e manganês do Cercal – Odemira: entre especulação e (des)ilusão (1870s-1912)

Translated title of the contribution: Iron and manganese of Cercal – Odemira: between speculation and (dis)illusion (1870s-1912)

Research output: Contribution to journalArticle

81 Downloads (Pure)

Abstract

Na segunda metade do século XIX a procura e a alta de preços dos minérios de ferro e manganês no mercado britânico motivaram uma euforia mineira no Alentejo (sul de Portugal), com proliferação de concessões em concelhos como, entre outros, Santiago do Cacém (Cercal) e Odemira. Com minérios em geral pobres e sem transportes eficazes e baratos, a tentativa de valorização local da produção incluiu, na década de 1880, um malogrado ensaio de redução direta à boca da mina mantendo-se a intenção na década seguinte, explicitada num alvará de julho de 1892. Sem concretização e persistindo as limitações referidas, a ausência de procura levou ao definhar da atividade extrativa na região.
Translated title of the contributionIron and manganese of Cercal – Odemira: between speculation and (dis)illusion (1870s-1912)
Original languagePortuguese
Pages (from-to)273-295
Number of pages23
JournalRevista de História da Sociedade e da Cultura
Issue number19
DOIs
Publication statusPublished - 2019

Keywords

  • Odemira
  • minas
  • ferro
  • manganês
  • siderurgia
  • Cercal

Fingerprint Dive into the research topics of 'Iron and manganese of Cercal – Odemira: between speculation and (dis)illusion (1870s-1912)'. Together they form a unique fingerprint.

Cite this