Introdução: Hibridismo e jornalismo

Translated title of the contribution: Introduction: Hybridity and journalism

Research output: Contribution to journalEditorialpeer-review

2 Downloads (Pure)

Abstract

A condição de “híbrido” é indissociável do ecossistema mediático contemporâneo, porque define a fusão de linguagens, formatos, modelos e práticas. No entanto, não é novo no jornalismo. Usando um exemplo flagrante, ainda há pouco mais de 50 anos assistimos a um movimento jornalístico, impulsionado por Tom Wolfe, Gay Talese e Truman Capote, que defendia o uso de técnicas e recursos da literatura no jorna-lismo. Saíram deste “new journalism” ou “jornalismo literário”, algumas das reporta-gens e perfis de longo formato mais conhecidos, como “Frank Sinatra has a cold” (da autoria de Gay Talese, publicado na Esquire em 1966) ou “In cold blood” (de Truman Capote, publicado como uma série na The New Yorker, em 1965). Hoje, o jornalismo narrativo ainda junta estas linguagens aparentemente distintas.
Translated title of the contributionIntroduction: Hybridity and journalism
Original languagePortuguese
Pages (from-to)9-12
Number of pages4
JournalMedia and Jornalismo
Volume21
Issue number38
DOIs
Publication statusPublished - Apr 2021

Fingerprint

Dive into the research topics of 'Introduction: Hybridity and journalism'. Together they form a unique fingerprint.

Cite this