“Influences of viola and the guitar in local keyboard repertoires during the reign of Queen Maria I (1777–1816): modinhas, minuets and dance rhythms”

Research output: Non-textual formDigital or Visual Products

Abstract

Cordas dedilhadas teve uma forte presença em privado fazer música em Portugal, atingindo um grande público que, no final do antigo regime estava aumentando muito. Este mesmo público, que jogou viola ou violão (deixando de lado para o detalhe momento organológico) seria, de fato, ser renovada com a exploração comercial do piano, entre outros bens de consumo e entretenimento, e seus repertórios. Os processos de apropriação de recursos que marcaram a alta aristocracia e do reconhecimento do alcance do salão cosmopolita mesmo conferido um certo poder civilizador em certos instrumentos, como foi observado por Charles Burney, quando ele observou que "não há praticamente uma família privada em um nação civilizada sem a sua flauta, seu violino, seu cravo, ou guitarra? "Além de sua presença constante entre a aristocracia, e da sociedade, especialmente do sexo feminino, como veremos mais adiante, é também o caso em que a guitarra foi visto como um importante meio de estar na moda.
Original languageUnknown
Publication statusPublished - 1 Jan 2012

Cite this