Supõe que a Verdade Fosse uma Mulher…: E Porque Não?' Entrando de Lado, ou o ‘Gendering’ e o ‘Blackening’ de Histórias Coloniais, Anti- e Pós-Coloniais na obra de Eurídice Kala aka Zaituna Kala

Translated title of the contribution: Imagine if truth was a woman... : And why not? Entering sideways, or the gendering and the blackening of colonial, anti- and post-colonial histories in the work of Eurídice Kala aka Zaituna Kala

Research output: Contribution to journalArticlepeer-review

2 Downloads (Pure)

Abstract

A partir de Entre de lado, Measuring blackness and a guide to many other industries e Supõe que a verdade fosse uma mulher… E porque não?, examino de que forma a obra de Eurídice Kala (Maputo, 1987) questiona hegemonias eurocêntricas e masculinistas. Argumento no sentido de se reconhecer a relevância da sua prática para a desconstrução de versões ‘branqueadoras’ da história - incluindo o masculinismo de muitas narrativas anti-coloniais - e para a afirmação de um feminismo interseccional. A esta reflexão subjaz o reconhecimento da importância do diálogo entre práticas artísticas e historiográficas, com impacto ao nível duma descolonização epistémica.
Translated title of the contributionImagine if truth was a woman... : And why not? Entering sideways, or the gendering and the blackening of colonial, anti- and post-colonial histories in the work of Eurídice Kala aka Zaituna Kala
Original languagePortuguese
Pages (from-to)57-70
Number of pages14
JournalFaces de Eva: Revista de Estudos Sobre a Mulher
Issue numberExtra
Publication statusPublished - 2019

Keywords

  • Eurídice Kala aka Zaituna Kala
  • o arquivo colonial
  • antie pós-colonial na arte contemporânea
  • fotografia
  • vídeo
  • performance e instalação
  • feminismo interseccional
  • descolonização epistémica

Fingerprint

Dive into the research topics of 'Imagine if truth was a woman... : And why not? Entering sideways, or the gendering and the blackening of colonial, anti- and post-colonial histories in the work of Eurídice Kala aka Zaituna Kala'. Together they form a unique fingerprint.

Cite this