IELTsando pela 31ª vez: prefácio ao livro Representações da Morte no Conto Popular Português

Research output: Chapter in Book/Report/Conference proceedingChapter

Abstract

“A morte dos contos de tradição oral portuguesa não corresponde, como pode parecer, a uma sensibilidade que permite extravagâncias violentas, metamorfoses e revivescências num universo ingénuo e irracional, castigos que ignoram os direitos humanos e incitam requintes de malvadez.” (…) “Pelo contrário, e talvez mais do que na vida real, a morte no conto de tradição oral faz sentido. E talvez também faça sentido não a esconder em nome de uma sensibilidade que preferiria esquecê-la, não a condenar ao desaparecimento através das suas actualizações, não permitir que desapareça das sessões de contos, das tertúlias, dos espectáculos, das adaptações literárias. Talvez esteja aí a sua pertinência: dar sentido a algo difícil de compreender.”
Original languageUnknown
Title of host publicationRepresentações da Morte no Conto Popular Português
Place of PublicationLisboa
PublisherColibri
Pages5-10
Volume31
ISBN (Print)9789896890773
Publication statusPublished - 1 Jan 2011

Cite this

Guimarães, A. P. A. D. S. (2011). IELTsando pela 31ª vez: prefácio ao livro Representações da Morte no Conto Popular Português. In Representações da Morte no Conto Popular Português (Vol. 31, pp. 5-10). Lisboa: Colibri.