Ergonomia hospitalar e segurança do doente: mais convergências que divergências

Translated title of the contribution: hospital ergonomics and patient safety: two converging paths

Research output: Contribution to journalArticlepeer-review

9 Downloads (Pure)

Abstract

RESUMO - A utilização da Ergonomia e da sua abordagem sistémica e integrada das situações de trabalho em meio hospitalar ou em outras unidades de saúde, assume um contributo decisivo para as organizações de saúde e, por consequência para todos os envolvidos, incluindo as administrações hospitalares, os gestores operacionais, e, naturalmente, os profissionais de saúde, os doentes e seus acompanhantes. Nesse contexto, é esperável que a Segurança do Doente integre a perspectiva ergonómica, nomeadamente (1) os contributos do design ergonómico, entre outros, na concepção dos serviços de saúde e respectivos postos de trabalho e na prevenção da infecção hospitalar; (2) o conhecimento sobre as características, capacidades e limitações humanas, em particular na adequação das exigências de carga física e mental do trabalho; (3) os processos de funcionamento do homem em sistemas complexos, em situações reais de trabalho, valorizando, nessa perspectiva, a componente humana e, em particular, a sua fiabilidade na detecção, controlo, antecipação e prevenção de acidentes, erros e respectivos acontecimentos adversos; (4) o reconhecimento da existência do erro que, na maioria dos casos, é consequência, entre outros, de uma má organização, de condições inadequadas de trabalho, de uma cadeia de incompatibilidades e da ausência dos necessários apoios tecnológicos, informacionais ou de recursos humanos; e (5) a harmonização psicossocial entre o homem e o trabalho, permitindo diminuir efeitos como o stress e o burnout. Actualmente são reconhecidas as convergências entre a Ergonomia e a Segurança do Doente e, apesar de ainda pouco divulgadas, destacam-se, nesse contexto, áreas e exemplos concretos de inovação e desenvolvimento no sentido da prevenção e harmonia entre o homem e o envolvimento hospitalar.

ABSTRACT - The integrated and systemic ergonomics approach contributes decisively to promote health care in institutions, and it is an advantage to its administrators, managers, health care providers, patients and family. Patient Safety should consequently integrate the ergonomics perspective in its multiple dimensions: (1) ergonomic design in the conception of health care services and workplaces, and in the prevention of hospital acquired infections; (2) better knowledge of the characteristics, capacities and limitations of the human body, particularly in what regards the physical and mental burdens of work; (3) “human factor” integration in complex systems, in real work situations, accounting their ability to detect, control, anticipate and prevent accidents, errors and adverse events; (4) recognition that errors occur and are mostly due to organization failures, inadequate working conditions, interconnected incompatibilities, and lack of support in terms of technology, information and human resources; (5) psycho-social harmonization between man and work, allowing to decrease adverse effects such as stress and burnout. The convergence between ergonomics and patient safety has been increasingly acknowledged over the recent years. Although they have been poorly displayed, several innovations and developments have been implemented that contribute to a better prevention and harmony between man and hospital environment.

Translated title of the contributionhospital ergonomics and patient safety: two converging paths
Original languagePortuguese
Pages (from-to)58-73
JournalRevista Portuguesa de Saúde Pública
VolumeVolume temático
Issue number10
Publication statusPublished - 1 Jan 2010

Fingerprint

Dive into the research topics of 'hospital ergonomics and patient safety: two converging paths'. Together they form a unique fingerprint.

Cite this