Hedonismo e consumo. O papel do especialista da área do vinho como mediador de experiências

Research output: Contribution to journalArticle

Abstract

Inscrevendo-se este trabalho no âmbito conjugado da Teoria do Texto e do Interacionismo Sociodiscursivo, defender-se-á que o domínio de uma prática discursiva por parte do produtor textual se reflete no texto.
Este ponto de vista será exemplificado a partir da análise de um corpus de géneros textuais que combinam a atividade de produção e de comercialização do vinho com a atividade jornalística, em particular, no género recensão crítica sobre o vinho. Atendendo a que o conjunto de textos observado se integra no que se chama de imprensa “de serviços” moderna que participa da sociedade de hiperconsumo e tendo como dispositivo de análise os tipos de discurso, serão analisadas as representações que o jornalista especialista constrói de si (figuração interna do agir) e do seu interlocutor, o leitor-consumidor (figuração externa do agir), posteriormente contrastadas com outros textos jornalísticos sobre o vinho. Os dados demonstrarão que o conhecimento sobre o vinho do especialista influencia diretamente a experiência hedonista que é construída no texto, pelo que só o agir deste sujeito é que pode mediar uma experiência qualificada.
Original languagePortuguese
Pages (from-to)437-466
JournalScripta (Brasil)
Volume19
Issue number36
DOIs
Publication statusPublished - 2015

Keywords

  • Teoria do texto
  • interacionismo sociodiscursivo
  • agir
  • especialista

Cite this

@article{d7fadddd1af642a09220d776cff133d3,
title = "Hedonismo e consumo. O papel do especialista da {\'a}rea do vinho como mediador de experi{\^e}ncias",
abstract = "Inscrevendo-se este trabalho no {\^a}mbito conjugado da Teoria do Texto e do Interacionismo Sociodiscursivo, defender-se-{\'a} que o dom{\'i}nio de uma pr{\'a}tica discursiva por parte do produtor textual se reflete no texto.Este ponto de vista ser{\'a} exemplificado a partir da an{\'a}lise de um corpus de g{\'e}neros textuais que combinam a atividade de produ{\cc}{\~a}o e de comercializa{\cc}{\~a}o do vinho com a atividade jornal{\'i}stica, em particular, no g{\'e}nero recens{\~a}o cr{\'i}tica sobre o vinho. Atendendo a que o conjunto de textos observado se integra no que se chama de imprensa “de servi{\cc}os” moderna que participa da sociedade de hiperconsumo e tendo como dispositivo de an{\'a}lise os tipos de discurso, ser{\~a}o analisadas as representa{\cc}{\~o}es que o jornalista especialista constr{\'o}i de si (figura{\cc}{\~a}o interna do agir) e do seu interlocutor, o leitor-consumidor (figura{\cc}{\~a}o externa do agir), posteriormente contrastadas com outros textos jornal{\'i}sticos sobre o vinho. Os dados demonstrar{\~a}o que o conhecimento sobre o vinho do especialista influencia diretamente a experi{\^e}ncia hedonista que {\'e} constru{\'i}da no texto, pelo que s{\'o} o agir deste sujeito {\'e} que pode mediar uma experi{\^e}ncia qualificada.",
keywords = "Teoria do texto, interacionismo sociodiscursivo, agir, especialista",
author = "{Teixeira dos Santos}, {Carla Patr{\'i}cia Rodrigues de Sousa}",
year = "2015",
doi = "http://dx.doi.org/10.5752/P.2358-3428.2015v19n36p437",
language = "Portuguese",
volume = "19",
pages = "437--466",
journal = "Scripta (Brasil)",
issn = "2358-3428",
number = "36",

}

TY - JOUR

T1 - Hedonismo e consumo. O papel do especialista da área do vinho como mediador de experiências

AU - Teixeira dos Santos, Carla Patrícia Rodrigues de Sousa

PY - 2015

Y1 - 2015

N2 - Inscrevendo-se este trabalho no âmbito conjugado da Teoria do Texto e do Interacionismo Sociodiscursivo, defender-se-á que o domínio de uma prática discursiva por parte do produtor textual se reflete no texto.Este ponto de vista será exemplificado a partir da análise de um corpus de géneros textuais que combinam a atividade de produção e de comercialização do vinho com a atividade jornalística, em particular, no género recensão crítica sobre o vinho. Atendendo a que o conjunto de textos observado se integra no que se chama de imprensa “de serviços” moderna que participa da sociedade de hiperconsumo e tendo como dispositivo de análise os tipos de discurso, serão analisadas as representações que o jornalista especialista constrói de si (figuração interna do agir) e do seu interlocutor, o leitor-consumidor (figuração externa do agir), posteriormente contrastadas com outros textos jornalísticos sobre o vinho. Os dados demonstrarão que o conhecimento sobre o vinho do especialista influencia diretamente a experiência hedonista que é construída no texto, pelo que só o agir deste sujeito é que pode mediar uma experiência qualificada.

AB - Inscrevendo-se este trabalho no âmbito conjugado da Teoria do Texto e do Interacionismo Sociodiscursivo, defender-se-á que o domínio de uma prática discursiva por parte do produtor textual se reflete no texto.Este ponto de vista será exemplificado a partir da análise de um corpus de géneros textuais que combinam a atividade de produção e de comercialização do vinho com a atividade jornalística, em particular, no género recensão crítica sobre o vinho. Atendendo a que o conjunto de textos observado se integra no que se chama de imprensa “de serviços” moderna que participa da sociedade de hiperconsumo e tendo como dispositivo de análise os tipos de discurso, serão analisadas as representações que o jornalista especialista constrói de si (figuração interna do agir) e do seu interlocutor, o leitor-consumidor (figuração externa do agir), posteriormente contrastadas com outros textos jornalísticos sobre o vinho. Os dados demonstrarão que o conhecimento sobre o vinho do especialista influencia diretamente a experiência hedonista que é construída no texto, pelo que só o agir deste sujeito é que pode mediar uma experiência qualificada.

KW - Teoria do texto

KW - interacionismo sociodiscursivo

KW - agir

KW - especialista

UR - http://periodicos.pucminas.br/index.php/scripta/article/view/9684

U2 - http://dx.doi.org/10.5752/P.2358-3428.2015v19n36p437

DO - http://dx.doi.org/10.5752/P.2358-3428.2015v19n36p437

M3 - Article

VL - 19

SP - 437

EP - 466

JO - Scripta (Brasil)

JF - Scripta (Brasil)

SN - 2358-3428

IS - 36

ER -