Greves, Relações Laborais e Direitos Sociais na Revolução dos Cravos em Portugal (1974-1975)

Research output: Contribution to journalArticle

17 Downloads (Pure)

Abstract

No biénio, 1974-1975 Portugal viveu o maior surto grevista do país no século XX. Neste artigo olhamos para os contornos destas paralisações, para colocar hipóteses que nos ajudem a compreender a relação entre factores objectivos e subjectivos no processo revolucionário português, considerando que os dados empíricos sobre a forma mais radical de conflito capital-trabalho, a paralisação da produção, permitir-nos-ão uma melhor percepção, ainda que incompleta, sobre a disponibilidade de sectores da classe trabalhadora portuguesa para lutar por um projecto político de rurptura com o capitalismo.
Original languagePortuguese
Pages (from-to)187-206
Number of pages19
JournalEm Pauta: Teoria Social e Realidade Contemporânea
Volume11
Issue number31
Publication statusPublished - 1 Jan 2013

Keywords

  • Greves
  • Relações laborais
  • Direitos sociais
  • Revolução Portuguesa

Cite this