Química Verde no desenvolvimento de materiais de afinidade para purificação de princípios ativos farmacêuticos

Translated title of the contribution: Green development of cutting-edge affinity materials to address API purification challenges

Research output: Contribution to journalArticlepeer-review

71 Downloads (Pure)

Abstract

A indústria farmacêutica despende uma quantidade muito significativa de seus recursos financeiros em processos de purificação de APIs (Princípios Ativos Farmacêuticos) para cumprir os limites de impurezas impostas pelas agências reguladoras (FDA e EMEA). Para responder a esta demanda mundial, têm sido propostos vários materiais, como os polímeros molecularmente impressos (MIPs). Esses materiais de afinidade do tipo “chave-fechadura” são produzidos usando diferentes metodologias convencionais. O uso dos princípios da Química Verde tem mudado a forma como os polímeros são produzidos. As tecnologias verdes aplicadas ao desenvolvimento de MIPs apareceram não só devido às preocupações com o meio ambiente, mas também devido às características do produto final e a sua produção económica. Os MIPs têm sido desenvolvidos no laboratório usando a tecnologia de dióxido de carbono supercrítico (scCO2). Estes materiais de afinidade já foram desenvolvidos para uma vasta gama de aplicações, desde a remoção de impurezas farmacêuticas até ao enriquecimento de produtos naturais. Os materiais de afinidade do tipo “chave-fechadura” são obtidos prontos a usar, na forma de pós secos, fáceis de manusear, com distribuição de tamanhos de partícula homogénea e sem resíduos de solventes orgânicos.
Translated title of the contributionGreen development of cutting-edge affinity materials to address API purification challenges
Original languagePortuguese
Pages (from-to)231-235
JournalBoletim da Sociedade Portuguesa de Química
Volume42
Issue number151
Publication statusPublished - 1 Dec 2018

Fingerprint

Dive into the research topics of 'Green development of cutting-edge affinity materials to address API purification challenges'. Together they form a unique fingerprint.

Cite this