Gramáticas de costas voltadas: Que futuro para o ensino do Português como língua pluricêntrica a falantes não-nativos (PLNM)?

Research output: Chapter in Book/Report/Conference proceedingChapter

Abstract

No presente estudo, iremos reflectir sobre a necessidade de uma gramática da Língua Portuguesa perspectivada como língua pluricêntrica. O pluricentrismo linguístico corresponde hoje a um fenómeno generalizado e largamente estudado (cf. Clyne (ed.) 1992, Silva (ed.) 2013), também no âmbito da Língua Portuguesa (Baxter 1992, Silva et al. (ed.) 2011, Batoréo e Casadinho (2009), Batoréo e Silva (2012), Batoréo (2016). Tendo em conta este objectivo, abordaremos nove gramáticas académicas do Português contemporâneo, publicadas nas últimas décadas – seis no Brasil e três em Portugal –, procurando verificar se elas reflectem a realidade pluricêntrica da Língua Portuguesa do séc. XXI e, particularmente, se correspondem às necessidades dos falantes que aprendem Português como Língua Não-Materna (PLNM), na qualidade de língua estrangeira ou língua segunda.
Original languagePortuguese
Title of host publicationLíngua Portuguesa
Subtitle of host publicationUnidade e Diversidade
EditorsBarbara Hlibowicka-Weglarz, Justyna Wisniewska, Edyta Jablonka
Place of PublicationLublin (Polónia)
PublisherEditora da Universidade Marie Curie-Sklodowska
Pages93-108
Number of pages15
Edition
ISBN (Print)9788377849132
Publication statusPublished - 2016

Keywords

  • Português como língua pluricêntrica
  • Gramáticas do Português
  • Português Europeu (PE)
  • Português do Brasil (PB)
  • Português Língua Não Materna (PLNM)
  • Variedades do Português

Cite this

Batoréo, H. K. J. (2016). Gramáticas de costas voltadas: Que futuro para o ensino do Português como língua pluricêntrica a falantes não-nativos (PLNM)? In B. Hlibowicka-Weglarz, J. Wisniewska, & E. Jablonka (Eds.), Língua Portuguesa: Unidade e Diversidade (1ª ed., pp. 93-108). Lublin (Polónia): Editora da Universidade Marie Curie-Sklodowska.