Gramáticas de costas voltadas: Que futuro para o ensino do Português como língua pluricêntrica a falantes não-nativos (PLNM)?

Research output: Chapter in Book/Report/Conference proceedingChapter

Abstract

No presente estudo, iremos reflectir sobre a necessidade de uma gramática da Língua Portuguesa perspectivada como língua pluricêntrica. O pluricentrismo linguístico corresponde hoje a um fenómeno generalizado e largamente estudado (cf. Clyne (ed.) 1992, Silva (ed.) 2013), também no âmbito da Língua Portuguesa (Baxter 1992, Silva et al. (ed.) 2011, Batoréo e Casadinho (2009), Batoréo e Silva (2012), Batoréo (2016). Tendo em conta este objectivo, abordaremos nove gramáticas académicas do Português contemporâneo, publicadas nas últimas décadas – seis no Brasil e três em Portugal –, procurando verificar se elas reflectem a realidade pluricêntrica da Língua Portuguesa do séc. XXI e, particularmente, se correspondem às necessidades dos falantes que aprendem Português como Língua Não-Materna (PLNM), na qualidade de língua estrangeira ou língua segunda.
Original languagePortuguese
Title of host publicationLíngua Portuguesa
Subtitle of host publicationUnidade e Diversidade
EditorsBarbara Hlibowicka-Weglarz, Justyna Wisniewska, Edyta Jablonka
Place of PublicationLublin (Polónia)
PublisherEditora da Universidade Marie Curie-Sklodowska
Pages93-108
Number of pages15
Edition
ISBN (Print)9788377849132
Publication statusPublished - 2016

Keywords

  • Português como língua pluricêntrica
  • Gramáticas do Português
  • Português Europeu (PE)
  • Português do Brasil (PB)
  • Português Língua Não Materna (PLNM)
  • Variedades do Português

Cite this

Batoréo, H. K. J. (2016). Gramáticas de costas voltadas: Que futuro para o ensino do Português como língua pluricêntrica a falantes não-nativos (PLNM)? In B. Hlibowicka-Weglarz, J. Wisniewska, & E. Jablonka (Eds.), Língua Portuguesa: Unidade e Diversidade (1ª ed., pp. 93-108). Lublin (Polónia): Editora da Universidade Marie Curie-Sklodowska.
Batoréo, Hanna Krystyna Jakubowicz. / Gramáticas de costas voltadas : Que futuro para o ensino do Português como língua pluricêntrica a falantes não-nativos (PLNM)?. Língua Portuguesa: Unidade e Diversidade. editor / Barbara Hlibowicka-Weglarz ; Justyna Wisniewska ; Edyta Jablonka. 1ª. ed. Lublin (Polónia) : Editora da Universidade Marie Curie-Sklodowska, 2016. pp. 93-108
@inbook{c0b207e55fdf4921a92baf172bc380e7,
title = "Gram{\'a}ticas de costas voltadas: Que futuro para o ensino do Portugu{\^e}s como l{\'i}ngua pluric{\^e}ntrica a falantes n{\~a}o-nativos (PLNM)?",
abstract = "No presente estudo, iremos reflectir sobre a necessidade de uma gram{\'a}tica da L{\'i}ngua Portuguesa perspectivada como l{\'i}ngua pluric{\^e}ntrica. O pluricentrismo lingu{\'i}stico corresponde hoje a um fen{\'o}meno generalizado e largamente estudado (cf. Clyne (ed.) 1992, Silva (ed.) 2013), tamb{\'e}m no {\^a}mbito da L{\'i}ngua Portuguesa (Baxter 1992, Silva et al. (ed.) 2011, Bator{\'e}o e Casadinho (2009), Bator{\'e}o e Silva (2012), Bator{\'e}o (2016). Tendo em conta este objectivo, abordaremos nove gram{\'a}ticas acad{\'e}micas do Portugu{\^e}s contempor{\^a}neo, publicadas nas {\'u}ltimas d{\'e}cadas – seis no Brasil e tr{\^e}s em Portugal –, procurando verificar se elas reflectem a realidade pluric{\^e}ntrica da L{\'i}ngua Portuguesa do s{\'e}c. XXI e, particularmente, se correspondem {\`a}s necessidades dos falantes que aprendem Portugu{\^e}s como L{\'i}ngua N{\~a}o-Materna (PLNM), na qualidade de l{\'i}ngua estrangeira ou l{\'i}ngua segunda.",
keywords = "Portugu{\^e}s como l{\'i}ngua pluric{\^e}ntrica, Gram{\'a}ticas do Portugu{\^e}s, Portugu{\^e}s Europeu (PE), Portugu{\^e}s do Brasil (PB), Portugu{\^e}s L{\'i}ngua N{\~a}o Materna (PLNM), Variedades do Portugu{\^e}s",
author = "Bator{\'e}o, {Hanna Krystyna Jakubowicz}",
note = "info:eu-repo/grantAgreement/FCT/5876/147316/PT# UID/LIN/03213/2013",
year = "2016",
language = "Portuguese",
isbn = "9788377849132",
pages = "93--108",
editor = "Barbara Hlibowicka-Weglarz and Justyna Wisniewska and Edyta Jablonka",
booktitle = "L{\'i}ngua Portuguesa",
publisher = "Editora da Universidade Marie Curie-Sklodowska",
edition = "1ª",

}

Batoréo, HKJ 2016, Gramáticas de costas voltadas: Que futuro para o ensino do Português como língua pluricêntrica a falantes não-nativos (PLNM)? in B Hlibowicka-Weglarz, J Wisniewska & E Jablonka (eds), Língua Portuguesa: Unidade e Diversidade. 1ª edn, Editora da Universidade Marie Curie-Sklodowska, Lublin (Polónia), pp. 93-108.

Gramáticas de costas voltadas : Que futuro para o ensino do Português como língua pluricêntrica a falantes não-nativos (PLNM)? / Batoréo, Hanna Krystyna Jakubowicz.

Língua Portuguesa: Unidade e Diversidade. ed. / Barbara Hlibowicka-Weglarz; Justyna Wisniewska; Edyta Jablonka. 1ª. ed. Lublin (Polónia) : Editora da Universidade Marie Curie-Sklodowska, 2016. p. 93-108.

Research output: Chapter in Book/Report/Conference proceedingChapter

TY - CHAP

T1 - Gramáticas de costas voltadas

T2 - Que futuro para o ensino do Português como língua pluricêntrica a falantes não-nativos (PLNM)?

AU - Batoréo, Hanna Krystyna Jakubowicz

N1 - info:eu-repo/grantAgreement/FCT/5876/147316/PT# UID/LIN/03213/2013

PY - 2016

Y1 - 2016

N2 - No presente estudo, iremos reflectir sobre a necessidade de uma gramática da Língua Portuguesa perspectivada como língua pluricêntrica. O pluricentrismo linguístico corresponde hoje a um fenómeno generalizado e largamente estudado (cf. Clyne (ed.) 1992, Silva (ed.) 2013), também no âmbito da Língua Portuguesa (Baxter 1992, Silva et al. (ed.) 2011, Batoréo e Casadinho (2009), Batoréo e Silva (2012), Batoréo (2016). Tendo em conta este objectivo, abordaremos nove gramáticas académicas do Português contemporâneo, publicadas nas últimas décadas – seis no Brasil e três em Portugal –, procurando verificar se elas reflectem a realidade pluricêntrica da Língua Portuguesa do séc. XXI e, particularmente, se correspondem às necessidades dos falantes que aprendem Português como Língua Não-Materna (PLNM), na qualidade de língua estrangeira ou língua segunda.

AB - No presente estudo, iremos reflectir sobre a necessidade de uma gramática da Língua Portuguesa perspectivada como língua pluricêntrica. O pluricentrismo linguístico corresponde hoje a um fenómeno generalizado e largamente estudado (cf. Clyne (ed.) 1992, Silva (ed.) 2013), também no âmbito da Língua Portuguesa (Baxter 1992, Silva et al. (ed.) 2011, Batoréo e Casadinho (2009), Batoréo e Silva (2012), Batoréo (2016). Tendo em conta este objectivo, abordaremos nove gramáticas académicas do Português contemporâneo, publicadas nas últimas décadas – seis no Brasil e três em Portugal –, procurando verificar se elas reflectem a realidade pluricêntrica da Língua Portuguesa do séc. XXI e, particularmente, se correspondem às necessidades dos falantes que aprendem Português como Língua Não-Materna (PLNM), na qualidade de língua estrangeira ou língua segunda.

KW - Português como língua pluricêntrica

KW - Gramáticas do Português

KW - Português Europeu (PE)

KW - Português do Brasil (PB)

KW - Português Língua Não Materna (PLNM)

KW - Variedades do Português

M3 - Chapter

SN - 9788377849132

SP - 93

EP - 108

BT - Língua Portuguesa

A2 - Hlibowicka-Weglarz, Barbara

A2 - Wisniewska, Justyna

A2 - Jablonka, Edyta

PB - Editora da Universidade Marie Curie-Sklodowska

CY - Lublin (Polónia)

ER -

Batoréo HKJ. Gramáticas de costas voltadas: Que futuro para o ensino do Português como língua pluricêntrica a falantes não-nativos (PLNM)? In Hlibowicka-Weglarz B, Wisniewska J, Jablonka E, editors, Língua Portuguesa: Unidade e Diversidade. 1ª ed. Lublin (Polónia): Editora da Universidade Marie Curie-Sklodowska. 2016. p. 93-108