Mulheres nas descolonizações: modos de ver e saber

Translated title of the contribution: Gendering decolonizations: ways of seeing and knowing

Research output: Contribution to journalEditorial

8 Downloads (Pure)

Abstract

Este número da RCL nasce de uma interrogação inicial e iniciática: onde estão as mulheres nas descolonizações? Desdobra-se depois em interrogações mais específicas: Como é que as mulheres olharam as lutas de libertação, nas ex-colónias portuguesas? Como é que os seus pontos de vista foram integrados ou não na imaginação do colonialismo? Houve um olhar específico das mulheres sobre a libertação do colonialismo português? Que saber e consciência temos de/sobre esses olhares? E como é que esses olhares se cruzam com os das realizadoras, artistas, curadoras e académicas que hoje questionam os arquivos, públicos e privados, interrogam e recriam visualmente as suas memórias e re-imaginam o colonialismo? Que ação é que a investigação académica, as políticas de conservação de arquivos, os gestos de programação e curadoria podem ter no questionamento ou, pelo contrário, no prolongamento das “políticas (oficiais) da memória”?

Durante o processo, no entanto, fomos acolhendo propostas que dilataram o escopo estritamente temático (e até geográfico) do número, mas que responderam à proposta de reflexão sobre os “modos de ver e de saber” das mulheres em processos de descolonização, passados e presentes, e a uma inquietação das editoras: como estão as mulheres – através da sua prática académica, teórica e/ou artística – a responder à viragem decolonial?
Translated title of the contributionGendering decolonizations: ways of seeing and knowing
Original languagePortuguese
Pages (from-to)7-18
Number of pages11
JournalRevista de Comunicação e Linguagens
Issue number54
DOIs
Publication statusPublished - 2021

Keywords

  • Mulheres nas descolonizações
  • Lutas de libertação
  • Ex-colónias portuguesas
  • Colonialismo

Fingerprint

Dive into the research topics of 'Gendering decolonizations: ways of seeing and knowing'. Together they form a unique fingerprint.

Cite this