Géneros de texto e dimensões do suporte

Research output: Contribution to conferenceAbstract

1 Downloads (Pure)

Abstract

Inscrevendo-se no âmbito da Linguística do Texto e do Discurso, este trabalho foca uma questão ainda pouco trabalhada nos atuais campos de estudo dos géneros: as relações entre géneros e suporte. De entre as perspetivas teóricas que acolhem a noção de género, privilegiamos a que é apresentada e defendida por Coutinho (2005: 73-88).
Atualmente, é consensual que o suporte é essencial para a circulação dos textos na sociedade, constituindo uma das propriedades dos géneros e um dos marcadores materiais que maior influência tem nos textos (Marcuschi, 2003; Miranda, 2010). Para Maingueneau (2002: 68), uma mudança de suporte pode modificar um género. Segundo Marcuschi (2003: 10), embora o suporte tenha influência na natureza do género, isto não significa que o suporte determine o género, mas sim que o género exige um determinado suporte. Todavia, como observa o autor, este ponto de vista é questionável, dado que existem casos em que o suporte determina a distinção do género. Além disso, a tradicional oposição oral/escrita é uma distinção simplificadora e sumária, pois não contempla, por exemplo, as diferenças entre os textos impressos e manuscritos (Maingueneau, 2002: 70), sendo também, assim, insuficiente para dar conta das relações entre géneros e suporte. Na nossa perspetiva, para tal, é necessário distinguir as dimensões inerentes a esta propriedade genológica. Neste sentido, a partir de trabalhos desenvolvidos no âmbito de uma tese de doutoramento (2018), de um pós-doutoramento (2010-2018) e de um projeto de investigação financiado sobre divulgação de ciência (2016-217), o nosso objetivo é apresentar uma proposta de classificação das dimensões do suporte. Neste âmbito, distinguimos quatro dimensões: contexto, tipo, formato e material. A dimensão contexto permite distinguir os suportes de produção, circulação e receção, tendo em conta que estes podem ou não ser coincidentes, consoante o género. Na segunda dimensão, distinguimos quatro tipos de suporte (manuscrito, impresso, digital e oral). Alguns géneros admitem apenas um tipo de suporte na produção, mas diferentes tipos no contexto de circulação, como, por exemplo, o artigo científico (digital e impresso) e a entrevista (oral, digital, impresso). A terceira dimensão diz respeito ao formato e a quarta ao material, dado que alguns géneros estão associados a formatos de materiais específicos, como, por exemplo, a embalagem medicamento, embora o texto do género seja produzido num formato digital, é o formato e material de circulação (embalagem em cartão) que assegura o funcionamento social do género. Em suma, as relações entre géneros e as dimensões do suporte não são aleatórias, pois cada género tem os seus tipos, formatos e materiais de suporte, consoante o contexto (produção, circulação e receção).


Referências

Bronckart, J-P. ([1997]1999). Atividade de linguagem, textos e discursos: por um
interacionismo sócio-discursivo. Trad. Anna Raquel Machado. São Paulo: EDUC.
Bronckart, J.-P. 2008. “Genres de textes, types de discours, et «degrés» de langue.
Hommage a François Rastier”. In Texto! Textes et cultures, vol. 13, nº. 1.Coutinho, M. A. 2005. “Para uma linguística dos géneros de texto”. In Diacrítica 19, 1: pp. 73 -88.
Gonçalves. M., Rosa, R. (submetido) “O suporte digital na leitura e compreensão textual”. In Atas do IV Congresso internacional pelos Mares da língua portuguesa.
Gonçalves. M., Magalhães, M. (submetido) “Corpus e géneros textuais nas práticas de divulgação de ciência ou as novas hierarquias na construção do conhecimento”. In Revista da Associação Portuguesa de Linguística.
Maingueneau, D. 2002. Análise de textos de comunicação. São Paulo: Cortez Editora.
Marcuschi, L. A. 2003. “A questão do suporte dos gêneros textuais”. In DLCV - vol. 1, n.º 1, João Pessoa, pp. 9-40.
Miranda, F. 2010. Textos e géneros em diálogo: uma abordagem linguística da intertextualização. Lisboa: FCT/FCG.
Rosa, R. 2018. “The attribution of genre tags: the graffiti case”. In Coutinho, M. A., et al. (Eds.). Grammar and Text: Selected Papers from the 10th and 11th Fora for Linguistic Sharing. Newcastle upon Tyne: Cambridge Scholar Publishing: pp. 88-104.
Original languagePortuguese
Pages108-109
Number of pages2
Publication statusPublished - 2019
EventXXXV Encontro Nacional da APL - Universidade do Minho, Braga, Portugal
Duration: 9 Nov 201911 Nov 2019
Conference number: 35
https://apl.pt

Conference

ConferenceXXXV Encontro Nacional da APL
Abbreviated titleENAPL
CountryPortugal
CityBraga
Period9/11/1911/11/19
Internet address

Keywords

  • Texto
  • Género
  • Suporte

Cite this