Funaná e a experiência da marginalidade urbana: uma reflexão a partir dos bairros periféricos da Área Metropolitana de Lisboa

Research output: Contribution to conferenceAbstract

Abstract

Apesar da música e dança dos países da África Lusófona integrarem a programação cultural diária de espaços públicos do centro da cidade de Lisboa e estarem plenamente representadas em eventos de política cultural como parte de uma imagem oficial de Lisboa enquanto cidade multicultural, é nos bairros
periféricos da Área Metropolitana de Lisboa (AML) que são partilhados entre comunidades migrantes e no âmbito de redes sociais de comunidade, amizade e família. O funaná é um dos géneros de música e dança produzido e partilhado através destas redes, só pontualmente irrompendo nos espaços do centro
turistificado da cidade, sobretudo em eventos ligados a uma “cultura alternativa” contemporânea. A presente comunicação procura debater em que medida o funaná é tradutor de uma condição de marginalidade social experimentada no meio urbano da AML. Ao descrever e interpretar as estéticas e socialidades deste género de música e dança nos bairros da AML, procura defender como o funaná é um meio significativo para tornar a experiência da migração e da diáspora fenomenologicamente habitável e vivível, em especial face a uma condição racializada, especialmente marcada por condições precárias de alojamento e por vezes pela própria negação do direito à habitação.
Original languagePortuguese
Pages28-28
Number of pages1
Publication statusPublished - 30 Nov 2018
EventCongreso SIBE: Prácticas, escenas y escenarios de la música popular - Universidad de Oviedo, Oviedo, Spain
Duration: 29 Nov 20181 Dec 2018
https://www.sibetrans.com/noticia/714/congreso-sibe-practicas-escenas-y-escenarios-de-la-musica-popular

Conference

ConferenceCongreso SIBE
CountrySpain
CityOviedo
Period29/11/181/12/18
Internet address

Cite this