Exploração De Usos Turísticos Na Área Metropolitana De Lisboa A Partir De Informação Geográfica Voluntária

Translated title of the contribution: Exploring Tourist Uses In The Metropolitan Area Of Lisbon From Volunteered Geographic Information

Research output: Chapter in Book/Report/Conference proceedingConference contribution

5 Downloads (Pure)

Abstract

A partilha de informação geográfica em plataformas sociais de acesso público constitui atualmente uma fonte relevante de novos dados sobre usos do território. O site GPSies.com é um dos mais antigos (on line desde 2006) e de reconhecida popularidade junto dos utilizadores recreativos. Nesta plataforma, qualquer utilizador registado pode submeter percursos, e classifica-los de acordo com uma série de atividades desportivas. A informação submetida é facilmente acedida por qualquer pessoa, podendo ser descarregada em vários formatos (gpx, kml, entre outros). Tendo por base a exploração dos dados disponibilizados no GPSies.com, pretendeu-se caracterizar os praticantes de atividades desportivas na Área Metropolitana de Lisboa, nos últimos 12 anos. A recolha de dados recaiu sobre seis atividades: caminhada, corrida, pedestrianismo, ciclismo, cicloturismo e bicicleta todo-o-terreno (BTT). Para cada atividade, e considerando a área da AML, foram descarregadas de forma sistemática todas as tracks (percursos) disponíveis em formato gpx e kml, desde setembro de 2006 até abril de 2018. O resultado da recolha foi a construção de uma base de dados com 19217 tracks pertencendo a 2842 utilizadores, tendo cada uma associada informação sobre cada um dos utilizadores (nome, país de origem e data de submissão), e sobre o percurso (distância, tipo de percurso, altitude acumulada, etc.). Numa análise exploratória destes dados, confirma-se que a maioria dos utilizadores do GPSies em Portugal é portuguesa (89%). Os utilizadores estrangeiros (11%) são na sua maioria alemães, seguindo-se de russos e holandeses. Esta representatividade deve-se sem dúvida à grande popularidade do site na Alemanha. De facto, o GPSies disponibiliza 5 377 107 tracks das quais 2 020 742 (38%) são submetidas por alemães, estando Portugal em 9º lugar com 172 365 tracks (3%). Da análise global dos resultados verifica se que o BTT e ciclismo (estrada) são as atividades mais populares entre os portugueses. Esta preferência é explicada pelo facto de esta plataforma estar mais associada à prática do BTT em Portugal. Por outro lado, o cicloturismo e o pedestrianismo (trilhos) são as atividades onde se verifica um maior peso dos não
residentes. Desta análise exploratória, pode-se concluir que o produto turístico mais interessante para estrangeiros será o
cicloturismo, enquanto para o consumo nacional, BTT tem claramente uma maior vocação. Esta informação poderá ser útil para a
estruturação futura destas atividades recreativas na AML tendo em conta as proveniências e preferências dos utilizadores.
Translated title of the contributionExploring Tourist Uses In The Metropolitan Area Of Lisbon From Volunteered Geographic Information
Original languagePortuguese
Title of host publicationProceedings of the 25th APDR Congress
Place of PublicationLisboa
PublisherAssociacao Portuguesa para o Desenvolvimento Regional (APDR)
Pages511-516
Number of pages5
ISBN (Print)978-989-8780-06-5
Publication statusPublished - 2018
Event25th APDR Congress: Circular Economy. Urban Metabolism and Regional Development Challenges for a Sustainable Future - Lisboa, Portugal
Duration: 5 Jul 20186 Jul 2018

Conference

Conference25th APDR Congress: Circular Economy. Urban Metabolism and Regional Development Challenges for a Sustainable Future
CountryPortugal
CityLisboa
Period5/07/186/07/18

Keywords

  • Atividades recreativas
  • Informação Geográfica Voluntária
  • Turismo

Fingerprint Dive into the research topics of 'Exploring Tourist Uses In The Metropolitan Area Of Lisbon From Volunteered Geographic Information'. Together they form a unique fingerprint.

Cite this