Espiões, Mentiras e Livros

Literatura de viagens e (des)informação nos anos 30 ou a vida e os escritos do Dr. Manfred Zapp

Research output: Contribution to journalArticle

46 Downloads (Pure)

Abstract

O nome do Dr. Manfred Zapp ficou sobretudo conhecido internacionalmente por ter sido acusado de espionagem e expulso dos Estados Unidos em 1941, quando era director da agência de notícias nazi Transocean News Service em Nova Iorque. Antes de 1941 Zapp estivera em Portugal, onde desempenhara funções em instituições muito próximas da legação alemã em Lisboa; depois de 1945 há provas de que continuava ligado às autoridades portuguesas prestando serviços de informação e de “relações públicas” ao regime de Salazar. Partindo da vida e escritos desta figura cosmopolita e viajada o ensaio procura reflectir sobre a centralidade da política para o mundo do século XX e sobre as continuidades que o labiríntico percurso bio-bibliográfico de Zapp deixa entrever.
Original languagePortuguese
Pages (from-to)71-91
Number of pages20
JournalCadernos de Literatura Comparada
Volume34
Publication statusPublished - 2016

Keywords

  • Literatura
  • Viagens

Cite this