Rebocos de terra

a influência da adição de gesso e da granulometria da areia

Translated title of the contribution: Erath plasters: the influence of gypsum additions and de particle size distribution of sand

José Lima, Paulina Faria, Débora Correia

Research output: Chapter in Book/Report/Conference proceedingConference contribution

13 Downloads (Pure)

Abstract

Este artigo enquadra-se numa investigação em curso, de maior abrangência, referente à caracterização de rebocos realizados com terras argilosas extraídas da bacia sedimentar do Algarve, nas quais prevalece a argila ilítica, que conjuga características vantajosas para a realização de rebocos de terra, nomeadamente reduzida expansibilidade e elevada capacidade de adsorção de vapor de água. Esta característica, por um lado, mitiga a fissuração do reboco durante a secagem, e por outro, potencia o contributo deste tipo de revestimentos para o
equilíbrio termo-higrométrico do ambiente interior dos edifícios.
Os resultados obtidos nas campanhas anteriores desta investigação comprovaram a elevada capacidade de adsorção destas terras ilíticas e a sua reduzida expansibilidade, assim como a melhoria do seu desempenho mecânico através de adição de fibras naturais. Neste artigo avalia-se a influência da adição de diferentes quantidades de gesso e da utilização de areias com diferentes granulometrias na formulação de argamassas com a terra ilítica, particularmente na capacidade de adsorção e libertação de vapor de água, assim como no desempenho mecânico e térmico destes rebocos de terra.
Para o desenvolvimento deste estudo foram formuladas seis argamassas com a mesma proporção de terra e areia, sendo três das argamassas formuladas com areias de granulometria distinta, fina, média (considerada de referência) e grossa, e as restantes três argamassas formuladas com a areia de granulometria média e a adição de diferentes quantidades de gesso,5%, 10% e 20% do volume de constituintes secos .
As argamassas e os respectivos provetes foram preparados e caracterizadas no estado fresco e no estado endurecido de acordo com a norma DIN 18947 e a serie de normas EN 1015, nas respectivas partes aplicáveis, assim como outros procedimentos ensaio, quando também aplicáveis.
Os resultados obtidos não foram conclusivos em relação à avaliação da influência que a utilização de areias com granulometrias distintas pode ter no desempenho das argamassas.
Contudo os resultados obtidos foram muito promissores no que respeita à avaliação da influência que a adição de diferentes quantidades de gesso tem no desempenho das argamassas. Foi possível verificar que a adição de gesso pode contribuir de forma significativa para o desempenho mecânico destas argamassas de terra, sendo, cumulativamente, pouco penalizadora da sua capacidade de adsorção e desadsorção.
Original languagePortuguese
Title of host publicationARGAMASSAS 2016 – II Simpósio de Argamassas e Soluções Térmicas de Revestimento
Place of PublicationCoimbra
PublisherITeCons
Pages119-130
Number of pages12
Publication statusPublished - 2016
EventARGAMASSAS 2016 – II Simpósio de Argamassas e Soluções Térmicas de Revestimento - ITeCons, Coimbra, Portugal
Duration: 16 Jun 201617 Jun 2016

Conference

ConferenceARGAMASSAS 2016 – II Simpósio de Argamassas e Soluções Térmicas de Revestimento
CountryPortugal
CityCoimbra
Period16/06/1617/06/16

Keywords

  • Reboco de terra
  • adição de gesso
  • granulom etria da areia
  • resistência mecânica
  • condutibilidade térmica
  • adsorção de vapor

Cite this

Lima, J., Faria, P., & Correia, D. (2016). Rebocos de terra: a influência da adição de gesso e da granulometria da areia. In ARGAMASSAS 2016 – II Simpósio de Argamassas e Soluções Térmicas de Revestimento (pp. 119-130). [ID 15] Coimbra: ITeCons.
Lima, José ; Faria, Paulina ; Correia, Débora. / Rebocos de terra : a influência da adição de gesso e da granulometria da areia. ARGAMASSAS 2016 – II Simpósio de Argamassas e Soluções Térmicas de Revestimento. Coimbra : ITeCons, 2016. pp. 119-130
@inproceedings{a7208983278a44e2ad913572b76f0294,
title = "Rebocos de terra: a influ{\^e}ncia da adi{\cc}{\~a}o de gesso e da granulometria da areia",
abstract = "Este artigo enquadra-se numa investiga{\cc}{\~a}o em curso, de maior abrang{\^e}ncia, referente {\`a} caracteriza{\cc}{\~a}o de rebocos realizados com terras argilosas extra{\'i}das da bacia sedimentar do Algarve, nas quais prevalece a argila il{\'i}tica, que conjuga caracter{\'i}sticas vantajosas para a realiza{\cc}{\~a}o de rebocos de terra, nomeadamente reduzida expansibilidade e elevada capacidade de adsor{\cc}{\~a}o de vapor de {\'a}gua. Esta caracter{\'i}stica, por um lado, mitiga a fissura{\cc}{\~a}o do reboco durante a secagem, e por outro, potencia o contributo deste tipo de revestimentos para oequil{\'i}brio termo-higrom{\'e}trico do ambiente interior dos edif{\'i}cios.Os resultados obtidos nas campanhas anteriores desta investiga{\cc}{\~a}o comprovaram a elevada capacidade de adsor{\cc}{\~a}o destas terras il{\'i}ticas e a sua reduzida expansibilidade, assim como a melhoria do seu desempenho mec{\^a}nico atrav{\'e}s de adi{\cc}{\~a}o de fibras naturais. Neste artigo avalia-se a influ{\^e}ncia da adi{\cc}{\~a}o de diferentes quantidades de gesso e da utiliza{\cc}{\~a}o de areias com diferentes granulometrias na formula{\cc}{\~a}o de argamassas com a terra il{\'i}tica, particularmente na capacidade de adsor{\cc}{\~a}o e liberta{\cc}{\~a}o de vapor de {\'a}gua, assim como no desempenho mec{\^a}nico e t{\'e}rmico destes rebocos de terra.Para o desenvolvimento deste estudo foram formuladas seis argamassas com a mesma propor{\cc}{\~a}o de terra e areia, sendo tr{\^e}s das argamassas formuladas com areias de granulometria distinta, fina, m{\'e}dia (considerada de refer{\^e}ncia) e grossa, e as restantes tr{\^e}s argamassas formuladas com a areia de granulometria m{\'e}dia e a adi{\cc}{\~a}o de diferentes quantidades de gesso,5{\%}, 10{\%} e 20{\%} do volume de constituintes secos .As argamassas e os respectivos provetes foram preparados e caracterizadas no estado fresco e no estado endurecido de acordo com a norma DIN 18947 e a serie de normas EN 1015, nas respectivas partes aplic{\'a}veis, assim como outros procedimentos ensaio, quando tamb{\'e}m aplic{\'a}veis.Os resultados obtidos n{\~a}o foram conclusivos em rela{\cc}{\~a}o {\`a} avalia{\cc}{\~a}o da influ{\^e}ncia que a utiliza{\cc}{\~a}o de areias com granulometrias distintas pode ter no desempenho das argamassas.Contudo os resultados obtidos foram muito promissores no que respeita {\`a} avalia{\cc}{\~a}o da influ{\^e}ncia que a adi{\cc}{\~a}o de diferentes quantidades de gesso tem no desempenho das argamassas. Foi poss{\'i}vel verificar que a adi{\cc}{\~a}o de gesso pode contribuir de forma significativa para o desempenho mec{\^a}nico destas argamassas de terra, sendo, cumulativamente, pouco penalizadora da sua capacidade de adsor{\cc}{\~a}o e desadsor{\cc}{\~a}o.",
keywords = "Reboco de terra, adi{\cc}{\~a}o de gesso, granulom etria da areia, resist{\^e}ncia mec{\^a}nica, condutibilidade t{\'e}rmica, adsor{\cc}{\~a}o de vapor",
author = "Jos{\'e} Lima and Paulina Faria and D{\'e}bora Correia",
year = "2016",
language = "Portuguese",
pages = "119--130",
booktitle = "ARGAMASSAS 2016 – II Simp{\'o}sio de Argamassas e Solu{\cc}{\~o}es T{\'e}rmicas de Revestimento",
publisher = "ITeCons",

}

Lima, J, Faria, P & Correia, D 2016, Rebocos de terra: a influência da adição de gesso e da granulometria da areia. in ARGAMASSAS 2016 – II Simpósio de Argamassas e Soluções Térmicas de Revestimento., ID 15, ITeCons, Coimbra, pp. 119-130, ARGAMASSAS 2016 – II Simpósio de Argamassas e Soluções Térmicas de Revestimento, Coimbra, Portugal, 16/06/16.

Rebocos de terra : a influência da adição de gesso e da granulometria da areia. / Lima, José; Faria, Paulina; Correia, Débora.

ARGAMASSAS 2016 – II Simpósio de Argamassas e Soluções Térmicas de Revestimento. Coimbra : ITeCons, 2016. p. 119-130 ID 15.

Research output: Chapter in Book/Report/Conference proceedingConference contribution

TY - GEN

T1 - Rebocos de terra

T2 - a influência da adição de gesso e da granulometria da areia

AU - Lima, José

AU - Faria, Paulina

AU - Correia, Débora

PY - 2016

Y1 - 2016

N2 - Este artigo enquadra-se numa investigação em curso, de maior abrangência, referente à caracterização de rebocos realizados com terras argilosas extraídas da bacia sedimentar do Algarve, nas quais prevalece a argila ilítica, que conjuga características vantajosas para a realização de rebocos de terra, nomeadamente reduzida expansibilidade e elevada capacidade de adsorção de vapor de água. Esta característica, por um lado, mitiga a fissuração do reboco durante a secagem, e por outro, potencia o contributo deste tipo de revestimentos para oequilíbrio termo-higrométrico do ambiente interior dos edifícios.Os resultados obtidos nas campanhas anteriores desta investigação comprovaram a elevada capacidade de adsorção destas terras ilíticas e a sua reduzida expansibilidade, assim como a melhoria do seu desempenho mecânico através de adição de fibras naturais. Neste artigo avalia-se a influência da adição de diferentes quantidades de gesso e da utilização de areias com diferentes granulometrias na formulação de argamassas com a terra ilítica, particularmente na capacidade de adsorção e libertação de vapor de água, assim como no desempenho mecânico e térmico destes rebocos de terra.Para o desenvolvimento deste estudo foram formuladas seis argamassas com a mesma proporção de terra e areia, sendo três das argamassas formuladas com areias de granulometria distinta, fina, média (considerada de referência) e grossa, e as restantes três argamassas formuladas com a areia de granulometria média e a adição de diferentes quantidades de gesso,5%, 10% e 20% do volume de constituintes secos .As argamassas e os respectivos provetes foram preparados e caracterizadas no estado fresco e no estado endurecido de acordo com a norma DIN 18947 e a serie de normas EN 1015, nas respectivas partes aplicáveis, assim como outros procedimentos ensaio, quando também aplicáveis.Os resultados obtidos não foram conclusivos em relação à avaliação da influência que a utilização de areias com granulometrias distintas pode ter no desempenho das argamassas.Contudo os resultados obtidos foram muito promissores no que respeita à avaliação da influência que a adição de diferentes quantidades de gesso tem no desempenho das argamassas. Foi possível verificar que a adição de gesso pode contribuir de forma significativa para o desempenho mecânico destas argamassas de terra, sendo, cumulativamente, pouco penalizadora da sua capacidade de adsorção e desadsorção.

AB - Este artigo enquadra-se numa investigação em curso, de maior abrangência, referente à caracterização de rebocos realizados com terras argilosas extraídas da bacia sedimentar do Algarve, nas quais prevalece a argila ilítica, que conjuga características vantajosas para a realização de rebocos de terra, nomeadamente reduzida expansibilidade e elevada capacidade de adsorção de vapor de água. Esta característica, por um lado, mitiga a fissuração do reboco durante a secagem, e por outro, potencia o contributo deste tipo de revestimentos para oequilíbrio termo-higrométrico do ambiente interior dos edifícios.Os resultados obtidos nas campanhas anteriores desta investigação comprovaram a elevada capacidade de adsorção destas terras ilíticas e a sua reduzida expansibilidade, assim como a melhoria do seu desempenho mecânico através de adição de fibras naturais. Neste artigo avalia-se a influência da adição de diferentes quantidades de gesso e da utilização de areias com diferentes granulometrias na formulação de argamassas com a terra ilítica, particularmente na capacidade de adsorção e libertação de vapor de água, assim como no desempenho mecânico e térmico destes rebocos de terra.Para o desenvolvimento deste estudo foram formuladas seis argamassas com a mesma proporção de terra e areia, sendo três das argamassas formuladas com areias de granulometria distinta, fina, média (considerada de referência) e grossa, e as restantes três argamassas formuladas com a areia de granulometria média e a adição de diferentes quantidades de gesso,5%, 10% e 20% do volume de constituintes secos .As argamassas e os respectivos provetes foram preparados e caracterizadas no estado fresco e no estado endurecido de acordo com a norma DIN 18947 e a serie de normas EN 1015, nas respectivas partes aplicáveis, assim como outros procedimentos ensaio, quando também aplicáveis.Os resultados obtidos não foram conclusivos em relação à avaliação da influência que a utilização de areias com granulometrias distintas pode ter no desempenho das argamassas.Contudo os resultados obtidos foram muito promissores no que respeita à avaliação da influência que a adição de diferentes quantidades de gesso tem no desempenho das argamassas. Foi possível verificar que a adição de gesso pode contribuir de forma significativa para o desempenho mecânico destas argamassas de terra, sendo, cumulativamente, pouco penalizadora da sua capacidade de adsorção e desadsorção.

KW - Reboco de terra

KW - adição de gesso

KW - granulom etria da areia

KW - resistência mecânica

KW - condutibilidade térmica

KW - adsorção de vapor

UR - https://run.unl.pt/handle/10362/18283

M3 - Conference contribution

SP - 119

EP - 130

BT - ARGAMASSAS 2016 – II Simpósio de Argamassas e Soluções Térmicas de Revestimento

PB - ITeCons

CY - Coimbra

ER -

Lima J, Faria P, Correia D. Rebocos de terra: a influência da adição de gesso e da granulometria da areia. In ARGAMASSAS 2016 – II Simpósio de Argamassas e Soluções Térmicas de Revestimento. Coimbra: ITeCons. 2016. p. 119-130. ID 15