Entendimentos e usos de lugar na produção social e na construção social das Pousadas de Portugal

Research output: Contribution to journalArticlepeer-review

2 Downloads (Pure)

Abstract

Aceitando a ideia de lugar como construção intelectual e social, negociada na pluralidade de atores envolvidos na produção, experiência e representação do espaço, este artigo examina como as Pousadas de Portugal têm participado na territorialização de narrativas de identidade. Criadas em 1939 pelo Estado português, as Pousadas são uma rede de alojamentos turísticos majoritariamente localizados em espaço rural e instalados em edifícios patrimoniais, que fixam e geram narrativas sobre história e tradição em lugares particulares. O trabalho de campo, realizado em diferentes unidades, mostrou, todavia, como essas narrativas informam e são informadas por relações e práticas sociais que, diacrônicas e dinâmicas, se articulam com outras escalas territoriais e outras dimensões simbólicas. Novos valores e interações precisam, por isso ser considerados na forma como os indivíduos conhecem, vivem e imaginam um lugar na sobremodernidade, constituindo-o por meio da experiência e da representação.
Original languageUnknown
Pages (from-to)47-58
Number of pages12
JournalRevista Sociedade e Cultura
Volume16
Issue number1
Publication statusPublished - 1 Jan 2013

Keywords

  • Turismo
  • Património
  • Lugar
  • Pousadas de Portugal

Cite this