Engenheiros e católicos como arautos do desenvolvimento industrial no Portugal do estado novo (1945-1974)

Research output: Chapter in Book/Report/Conference proceedingChapterpeer-review

3 Downloads (Pure)

Abstract

A história do desenvolvimento industrial português após a II Guerra Mundial é feita, entre avanços e recuos, pelo voluntarismo de alguns actores. E considerar a evolução da organização científica do trabalho no seio desta história mais ampla evidencia a profícua relação desenvolvida entre engenheiros e católicos sociais.Ao voluntarismo de uma geração de jovens engenheiros, sobretudo formada no Instituto Superior Técnico, entusiasta dos ideais de desenvolvimento económico do País e das vantagens da utilização dos métodos de organização científica do trabalho para a melhoria da produtividade, aliaram-se alguns católicos sociais, unidos em redor dos valores jucistas, que se tornaram agentes de difusão da organização científica do trabalho mediante uma estratégia de entrada em organismos públicos ligados às questões do trabalho e do desenvolvimento económico para, através deles, iniciarem um processo de transformação do Estado a partir de dentro. Dada a sua consciência social, as prioridades da sua acção dirigiam-se às questões salariais e aos impactos dos métodos de trabalho na saúde e bem-estar dos trabalhadores, preocupações que tinham passado a enquadrar a organização científica do trabalho após a II Grande Guerra, coadunando-se, igualmente, com as prioridades do regime.Pretende-se, assim, reflectir sobre a acção destes homens enquanto grupo que evidencia a existência de uma plataforma de apoio que, no País, assumiu e apostou na importância da melhoria da eficácia da indústria e da Administração Pública através da implementação de modernos métodos de organização científica do trabalho. Um escol de técnicos que compreende, aceita e assume a necessidade de mudança e os objectivos de modernização do tecido produtivo e da Administração Pública, de aumento da sua eficiência e de redução de custos para o atingir, dos quais a organização científicado trabalho constituía um instrumento eficaz.
Original languagePortuguese
Title of host publicationHistória Biográfica e Intelectual da Ciência e da Tecnologia
Subtitle of host publicationAtores, Ideias e Identidades
EditorsTiago Brandão
Place of PublicationLisboa
PublisherIHC
Chapter8
Pages193-213
Number of pages21
ISBN (Electronic)978-989-8956-19-4
DOIs
Publication statusPublished - 2020

Publication series

NameE-IHC

Keywords

  • Portugal
  • Estado Novo
  • Indústria
  • Tecnocracia

Cite this