Effects of conversational strategy use in young learners' oral interaction

Ana Débora Oliveira, Carolyn Leslie

Research output: Contribution to journalArticlepeer-review

5 Downloads (Pure)

Abstract

This action research project focused on oral peer interaction in primary English classrooms, aiming to explore the conversational strategies employed by participants to complete three tasks, and how this affected their ability to communicate. Three categories of strategies were investigated: the use of the first language (L1) for task-management purposes, negotiation of meaning strategies and error correction strategies. Transcripts of recordings were used to identify and quantify strategy use and to determine if and how the strategies used helped foster successful communication. Data was also collected using a teaching journal and learner self-assessment.
Results showed that conversational strategies seem to play an important role in peer interaction, as they were used in nearly half of the children’s production. L1 for task management was the most frequently used strategy, although there seemed to be a tendency to use less L1 over time. The frequency of use of negotiation of meaning and error correction strategies was relatively low. However, the fact that children showed improvements regarding their oral interaction skills suggests they benefit from this type of activity by paying attention to form, working with formulaic language, and developing additional social and cognitive skills.

Este projeto de ação-investigação explorou a interação oral entre pares em aulas de Inglês no ensino primário, tendo como objetivo explorar as estratégias conversacionais utilizadas para a conclusão de três
tarefas, e entender como estas influenciaram a comunicação. Investigaram-se três categorias: utilização da língua materna (L1) para gestão das tarefas, estratégias de negociação de significado e estratégias de correção de erros. Utilizaram-se gravações para identificar e quantificar as estratégias utilizadas, e para determinar se estas facilitaram uma comunicação efetiva. Para a recolha de dados, utilizou-se, ainda, um diário da professora e grelhas de autoavaliação dos alunos. De acordo com os resultados, as estratégias
conversacionais parecem desempenhar um papel importante na interação oral, pois foram utilizadas em cerca de 50% da produção oral dos alunos. O uso da L1 para gestão de tarefas foi a mais utilizada, embora pareça haver uma tendência para diminuir ao longo do tempo. Apesar da baixa frequência das estratégias de negociação de significado e de correção de erros, o progresso na produção oral dos alunos sugere outros benefícios deste tipo de atividades, nomeadamente a atenção à forma, a exposição à linguagem formulaica
e o desenvolvimento de outras competências sociais e cognitivas.
Original languageEnglish
Pages (from-to)53-73
Number of pages20
JournalEstreiadialogos
Volume6
Issue number1/2
Publication statusPublished - 26 Dec 2021

Keywords

  • Interação oral
  • Trabalho em pares
  • Ensino baseado em tarefas
  • Jovens aprendentes
  • Oral interaction
  • Pair work
  • Task-based teaching
  • Young learners

Fingerprint

Dive into the research topics of 'Effects of conversational strategy use in young learners' oral interaction'. Together they form a unique fingerprint.

Cite this