Edição de livros e Estado Novo

apostolado cultural, autonomia e autoritarismo

Research output: Chapter in Book/Report/Conference proceedingChapter

Abstract

Neste capítulo procura-se perceber os traços mais marcantes do sector da edição de livros em Portugal durante o regime do Estado Novo português à luz da sua articulação com elementos contextuais, dos quais o principal aqui abordado é a condição autoritária e repressiva do poder ditatorial. Nesse sentido, a relação do campo editorial com o salazarismo vai favorecer um sistema complexo e contraditório de interacções, que teve como uma das derivações mais relevantes (mas claramente não a única) o reforço em muitos editores de um sentido de si específico, no qual se jogou um espírito de missão que tomou o acto de publicar livros como apostolado cultural.
Original languagePortuguese
Title of host publicationO Estado Novo em Questão
EditorsNuno Domingos, Victor Pereira
Place of PublicationLisbon
PublisherEdições 70
Pages131-164
Number of pages34
Edition1
ISBN (Print)978-972-441-628-1
Publication statusPublished - 2010

Cite this

Medeiros, N. M. R. D. (2010). Edição de livros e Estado Novo: apostolado cultural, autonomia e autoritarismo. In N. Domingos, & V. Pereira (Eds.), O Estado Novo em Questão (1 ed., pp. 131-164). Lisbon: Edições 70.
Medeiros, Nuno Miguel Ribeiro de. / Edição de livros e Estado Novo : apostolado cultural, autonomia e autoritarismo. O Estado Novo em Questão. editor / Nuno Domingos ; Victor Pereira. 1. ed. Lisbon : Edições 70, 2010. pp. 131-164
@inbook{89d01b8938234ef29bc926dd093f2822,
title = "Edi{\cc}{\~a}o de livros e Estado Novo: apostolado cultural, autonomia e autoritarismo",
abstract = "Neste cap{\'i}tulo procura-se perceber os tra{\cc}os mais marcantes do sector da edi{\cc}{\~a}o de livros em Portugal durante o regime do Estado Novo portugu{\^e}s {\`a} luz da sua articula{\cc}{\~a}o com elementos contextuais, dos quais o principal aqui abordado {\'e} a condi{\cc}{\~a}o autorit{\'a}ria e repressiva do poder ditatorial. Nesse sentido, a rela{\cc}{\~a}o do campo editorial com o salazarismo vai favorecer um sistema complexo e contradit{\'o}rio de interac{\cc}{\~o}es, que teve como uma das deriva{\cc}{\~o}es mais relevantes (mas claramente n{\~a}o a {\'u}nica) o refor{\cc}o em muitos editores de um sentido de si espec{\'i}fico, no qual se jogou um esp{\'i}rito de miss{\~a}o que tomou o acto de publicar livros como apostolado cultural.",
author = "Medeiros, {Nuno Miguel Ribeiro de}",
year = "2010",
language = "Portuguese",
isbn = "978-972-441-628-1",
pages = "131--164",
editor = "Nuno Domingos and Victor Pereira",
booktitle = "O Estado Novo em Quest{\~a}o",
publisher = "Edi{\cc}{\~o}es 70",
edition = "1",

}

Medeiros, NMRD 2010, Edição de livros e Estado Novo: apostolado cultural, autonomia e autoritarismo. in N Domingos & V Pereira (eds), O Estado Novo em Questão. 1 edn, Edições 70, Lisbon, pp. 131-164.

Edição de livros e Estado Novo : apostolado cultural, autonomia e autoritarismo. / Medeiros, Nuno Miguel Ribeiro de.

O Estado Novo em Questão. ed. / Nuno Domingos; Victor Pereira. 1. ed. Lisbon : Edições 70, 2010. p. 131-164.

Research output: Chapter in Book/Report/Conference proceedingChapter

TY - CHAP

T1 - Edição de livros e Estado Novo

T2 - apostolado cultural, autonomia e autoritarismo

AU - Medeiros, Nuno Miguel Ribeiro de

PY - 2010

Y1 - 2010

N2 - Neste capítulo procura-se perceber os traços mais marcantes do sector da edição de livros em Portugal durante o regime do Estado Novo português à luz da sua articulação com elementos contextuais, dos quais o principal aqui abordado é a condição autoritária e repressiva do poder ditatorial. Nesse sentido, a relação do campo editorial com o salazarismo vai favorecer um sistema complexo e contraditório de interacções, que teve como uma das derivações mais relevantes (mas claramente não a única) o reforço em muitos editores de um sentido de si específico, no qual se jogou um espírito de missão que tomou o acto de publicar livros como apostolado cultural.

AB - Neste capítulo procura-se perceber os traços mais marcantes do sector da edição de livros em Portugal durante o regime do Estado Novo português à luz da sua articulação com elementos contextuais, dos quais o principal aqui abordado é a condição autoritária e repressiva do poder ditatorial. Nesse sentido, a relação do campo editorial com o salazarismo vai favorecer um sistema complexo e contraditório de interacções, que teve como uma das derivações mais relevantes (mas claramente não a única) o reforço em muitos editores de um sentido de si específico, no qual se jogou um espírito de missão que tomou o acto de publicar livros como apostolado cultural.

M3 - Chapter

SN - 978-972-441-628-1

SP - 131

EP - 164

BT - O Estado Novo em Questão

A2 - Domingos, Nuno

A2 - Pereira, Victor

PB - Edições 70

CY - Lisbon

ER -

Medeiros NMRD. Edição de livros e Estado Novo: apostolado cultural, autonomia e autoritarismo. In Domingos N, Pereira V, editors, O Estado Novo em Questão. 1 ed. Lisbon: Edições 70. 2010. p. 131-164