Economic strategies, culture and politic resistance: the Cooperativa de Consumo Piedense (CCP)

Research output: Working paper

Abstract

Esta comunicação refere-se a um estudo feito durante o curso do meu estágio para o bacharelado de Antropologia (ISCTE-IUL) no Museu da Cidade de Almada, entre outubro de 2004 e setembro 2005.A objetivo deste trabalho foicompreender as razões para a fidelidade dos membros do PCC e da interação social entre indivíduos e grupos em sua organização e preservação durante um longo tempo. Em termos de metodologia, a pesquisa articulou os instrumentos clássicos da antropologia (diretos observação e histórias de vida), com pesquisa documental nos arquivos do PCC e os arquivos da PIDE / DGS na Torre do Tombo. As gravações audiovisuais das entrevistas e eventos comemorativos, agora fazem parte do Arquivo oral do Museu da Cidade de Almada. Este estudo foi estruturado em torno de dois eixos centrais. O first focada na relações entre indivíduos e grupos, práticas, privilegiando vividos por um grupo de 30 associados. O segundo usado documentação, examinando as políticas organizacionais e do papel dos assistentes sociais na construção de um projeto de cooperação. Os membros do grupo foi composto por 19 indivíduos do sexo masculino e 11 do sexo feminino, 92 anos e 41 anos, com maior incidência na faixa etária acima de 65 anos de idade.
Original languageUnknown
Publication statusPublished - 1 Jan 2012

Cite this