Dois A.B.C. de cordel biográficos de Rodolfo Coelho Cavalcante: o A.B.C. de Lucas da Feira, o A.B.C. de Maria Bonita, Lampião e seus cangaceiros e o A.B.C. de cordel na obra de Jorge Amado : Jubiabá

Research output: Contribution to journalArticle

2 Downloads (Pure)

Abstract

O Abc poético chamado na literatura de cordel de A.B.C. louva temas em ordem alfabética de “A à Z” ou de “A à Til”. Lírica e didática esta forma poética mnemônica é uma lição transmitida em forma de poesia. O poeta popular brasileiro Rodolfo Coelho Cavalcante especialista em biografias versou as façanhas lendárias de cangaceiros como Lucas da Feira, Maria Bonita e Lampião. Seus poemas e a forma alfabética inscrevem-se na na formação do romance de Jorge Amado: Jubiába. Ambos criam um verdadeiro processo de heroização dos personagens que entram na memória e no imaginário coletivo.
Original languagePortuguese
Pages (from-to)27-39
Number of pages12
JournalRevista Lusitana-Nova Série
Volume25-27
Publication statusPublished - 2011

Keywords

  • A.B.C. de cordel
  • Cangaceiros
  • Jorge Amado
  • Poesia

Cite this