Do operário ao artista: Uma etnografia em contexto industrial no Vale do Ave

Research output: Book/ReportBook

Abstract

A promoção de fábricas criativas constitui-se como um reflexo das estratégias usadas para enfrentar o desafio das recentes transformações produtivas vividas a ocidente. No norte do país, uma antiga fábrica têxtil fortemente enraizada na memória colectiva local experimentou estas mudanças, no âmbito do desenvolvimento das designadas indústrias criativas e das lógicas de patrimonialização, integradas em programas de financiamento europeu. Partindo da recolha de histórias de vida de antigos trabalhadores, bem como de designers e gestores ligados à segunda vida da fábrica, este livro propõe uma etnografia do processo de desindustrialização em Portugal.
Original languagePortuguese
Place of PublicationLisboa
PublisherLe Monde Diplolmatique / Deriva Editores
Number of pages240
ISBN (Print)978-989-8701-20-6
Publication statusPublished - Apr 2016

Publication series

NameSérie Leituras

Keywords

  • etnografia
  • Vale do Ave
  • fábricas criativas
  • patrimonialização
  • indústrias criativas
  • desindustrialização
  • Portugal
  • Memória operária
  • reestruturação produtiva
  • património industrial

Cite this

Rei, M. (2016). Do operário ao artista: Uma etnografia em contexto industrial no Vale do Ave. (Série Leituras). Lisboa: Le Monde Diplolmatique / Deriva Editores.