Dinoquistos do Miocénico da Bacia do Baixo Tejo e possíveis correlações.

Research output: Chapter in Book/Report/Conference proceedingConference contribution

Abstract

Foram identificados 36260 palinomorfos ao microscópio óptico (dos quais 67 taxa de quistos de dinoflagelados) em 111 amostras do Miocénico da parte distal da Bacia do Baixo Tejo, recolhidas em 9 perfis geológicos e uma sondagem. Os dados obtidos da evolução das associações, principalmente, de quistos de dinoflagelados marinhos de parede orgânica complementam estudos prévios. As amostras foram sujeitas a processo padrão de tratamento palinológico. Apresenta-se a distribuição estratigráfica dos quistos de dinoflagelados reconhecidos. As associações identificadas indicam provincialismo acentuado sendo algumas delas o reflexo de condições paleoambientais e outras de factores biogeográficos. Foi possível estabelecer associações que foram comparadas com biozonações estabelecidas internacionalmente, de modo a tentar estabelecer escala biostratigráfica válida para o Miocénico português. Nos últimos 25 anos foram propostas numerosas biozonações de várias regiões para o Oligocénico-Miocénico Inferior, fundamentadas nos quistos de dinoflagelados. A distribuição temporal dos dinoflagelados do Cenozóico, de região para região, raramente apresentam limites síncronos quando comparados com os ante-cenozóicos. As associações apenas podem ser utilizadas a nível regional.
Original languageUnknown
Title of host publicationLivro de resumos
Pages92
Publication statusPublished - 1 Jan 2014
EventIX Congresso Nacional de Geologia -
Duration: 1 Jan 2014 → …

Conference

ConferenceIX Congresso Nacional de Geologia
Period1/01/14 → …

Cite this