Dilemas e tensões entre os atores vinculados aos “mundos” da Doença de Machado-Joseph: Contrastes e afinidades na (in)visibilidade pública da condição de doente

Translated title of the contribution: Dilemmas and tensions between actors linked to the “worlds” of Machado-Joseph disease: contrasts and affinities in the public (in)visibility of the patient condition

Research output: ThesisDoctoral Thesis

Abstract

Esta tese é o culminar de um processo de investigação iniciado durante a licenciatura. Baseado nas vivências e representações sobre a Doença de MachadoJoseph, pretende-se que este estudo seja um contributo para a compreensão das implicações que a doença e a condição de doente têm no quotidiano dos indivíduos portadores de Doença de Machado-Joseph e dos seus familiares e cuidadores. Tratando-se de uma doença neurológica que não tem tratamento nem cura, são graves as alterações na fisionomia dos portadores sintomáticos, bem como inúmeras as limitações na mobilidade e na capacidade de comunicação, provocando, muitas vezes, imobilidade. O facto de ser uma doença genética hereditária autossómica dominante provoca tensões entre os atores vinculados aos “mundos” da Doença de MachadoJoseph, pois portadores, familiares e cuidadores, médicos, outros profissionais das ciências sociais e humanas e dirigentes associativos nem sempre possuem visões e perspetivas similares sobre os dilemas implicados na gestão individual e familiar da doença. Nesse sentido, é dada particular ênfase aos contrastes e afinidades relacionados com a (in)visibilidade pública da doença e/ou da condição de doentes e à estigmatização e luta pelo reconhecimento. Nesta investigação apostou-se no alargamento possível dos espaços geográficos onde foi realizada a recolha de informação, tendo sido abrangidos, além das ilhas das Flores e de São Miguel, no Arquipélago dos Açores, os estados brasileiros de Rio Grande do Sul e de Mato Grosso do Sul. Dada a complexidade das temáticas abordadas e a abrangência dos atores envolvidos, optou-se por uma estratégia metodológica que recaiu na aplicação de um modelo de métodos mistos, permitindo a recolha e análise de dados qualitativos, através da realização de entrevistas, e de dados quantitativos, através da aplicação online de um inquérito por questionário. Tendo por base o Interacionismo Simbólico e a Teoria Crítica, pretende-se compreender a influência da doença no quotidiano dos portadores e nas suas interações sociais e a forma como os “olhares”, quer dos portadores quer dos restantes atores vinculados aos “mundos” da Doença de Machado-Joseph, são moldados pelas dimensões que envolvem o seu “mundo” e sua identidade de doentes. No processo de (re)conversão identitária moldado pela enfermidade, estes portadores resistem e lutam de modos diferentes na persecução da sua valorização perante os outros, na luta pelo (re)conhecimento da doença e da sua condição de doentes.


This thesis is the culmination of an investigative process that began with the degree thesis. Based on experiences and representations related to the MachadoJoseph Disease, it is intended to be a contribution to facilitate a more comprehensive and accurate understanding of the implications of the disease and the patient condition, in everyday life of individuals with Machado-Joseph disease and their caregivers. This is a rare hereditary autosomal dominant disease with no cure, with symptoms that causes severe changes in the physiognomy of patients and serious limitations to their mobility and communication skills, leading to immobility. On the other hand, the fact that it is an inherited genetic disease, autosomal dominant, causes tensions between the actors linked to the "worlds" of Machado-Joseph Disease because patients, families and caregivers, physicians, other professionals in the social and human sciences and association leaders do not always have similar visions and perspectives on the dilemmas involved in individual and family management of the disease. Therefore, it is given particular emphasis on the contrasts and affinities related to the public (in)visibility of the disease and/or patient condition and stigmatization and struggle for recognition. In this investigation there was a commitment to extend the geographical areas to be analyzed having been covered, in addition to the islands of Flores and San Miguel, in the Azores, the Brazilian states of Rio Grande do Sul and Mato Grosso do Sul. Given the complexity of the subjects addressed and the scope of the actors involved, a methodology that consisted on the application of a model of mixed methods was chosen, allowing for the collection and analysis of qualitative data through interviews, and quantitative data through the online application of a questionnaire survey. Based on the Symbolic Interaction and Critical Theories, the aim of this thesis is to understand the influence of the disease on the daily life of patients and their social interactions and how the "points of view" of either the carriers or the other actors linked to the "worlds" of Machado-Joseph Disease are shaped by dimensions involving their "world" and their patient identity. In the process of identity (re) conversion shaped by the disease, these patients resist and fight in different ways in pursuit of their appreciation to others, in a process of struggle for (re)cognition of the disease and of their patient condition.
Original languagePortuguese
QualificationDoctor of Philosophy
Awarding Institution
  • Faculdade de Ciências Sociais e Humanas (FCSH)
Supervisors/Advisors
  • Resende, José Manuel, Supervisor
Award date24 Nov 2016
Publication statusPublished - 2016

Keywords

  • Doença de Machado-Joseph
  • (in)visibilidade pública da condição de doente
  • Sociologia

Fingerprint Dive into the research topics of 'Dilemmas and tensions between actors linked to the “worlds” of Machado-Joseph disease: contrasts and affinities in the public (in)visibility of the patient condition'. Together they form a unique fingerprint.

  • Cite this