Meios digitais e direitos

perspetivas de jovens com cancro

Translated title of the contribution: Digital media and rights: Perspectives of young people with cancer

Research output: Contribution to journalArticle

Abstract

Este artigo apresenta resultados de um estudo exploratório sobre os usos e perceções dos meios digitais por jovens portugueses que têm ou tiveram doença oncológica, utilizando o enquadramento teórico dos direitos das crianças, da literacia digital e da literacia mediática para a saúde. Com o objetivo de discutir, em particular, as formas como os jovens utilizam as redes sociais e como gerem a sua privacidade ou exposição enquanto doentes ou ex-doentes de cancro, conduzimos três grupos de foco com 12 participantes entre os 13 e os 22 anos. Os meios digitais oferecem a este grupo oportunidades para entretenimento e contacto durante e depois dos tratamentos, mas colocam desafios relativamente à qualidade de informação de saúde que encontram na internet e à privacidade que os jovens querem garantir, sobretudo durante os tratamentos.
Original languagePortuguese
Pages (from-to)1-16
Number of pages16
JournalComunicação Pública
Volume12
Issue number22
Publication statusPublished - 2017

Fingerprint

digital media
cancer
Internet

Keywords

  • Crianças e jovens
  • Cancro
  • Meios digitais
  • Direitos
  • Privacidade

Cite this

@article{e079b68e239b4b20936f8742a993e7d3,
title = "Meios digitais e direitos: perspetivas de jovens com cancro",
abstract = "Este artigo apresenta resultados de um estudo explorat{\'o}rio sobre os usos e perce{\cc}{\~o}es dos meios digitais por jovens portugueses que t{\^e}m ou tiveram doen{\cc}a oncol{\'o}gica, utilizando o enquadramento te{\'o}rico dos direitos das crian{\cc}as, da literacia digital e da literacia medi{\'a}tica para a sa{\'u}de. Com o objetivo de discutir, em particular, as formas como os jovens utilizam as redes sociais e como gerem a sua privacidade ou exposi{\cc}{\~a}o enquanto doentes ou ex-doentes de cancro, conduzimos tr{\^e}s grupos de foco com 12 participantes entre os 13 e os 22 anos. Os meios digitais oferecem a este grupo oportunidades para entretenimento e contacto durante e depois dos tratamentos, mas colocam desafios relativamente {\`a} qualidade de informa{\cc}{\~a}o de sa{\'u}de que encontram na internet e {\`a} privacidade que os jovens querem garantir, sobretudo durante os tratamentos.",
keywords = "Crian{\cc}as e jovens, Cancro, Meios digitais, Direitos, Privacidade",
author = "Ana Jorge and Lidia Mar{\^o}po",
note = "info:eu-repo/grantAgreement/FCT/5876/147304/PT# UID/SOC/04647/2013",
year = "2017",
language = "Portuguese",
volume = "12",
pages = "1--16",
journal = "Comunica{\cc}{\~a}o P{\'u}blica",
issn = "1646-1479",
number = "22",

}

Meios digitais e direitos : perspetivas de jovens com cancro. / Jorge, Ana; Marôpo, Lidia.

In: Comunicação Pública, Vol. 12, No. 22, 2017, p. 1-16.

Research output: Contribution to journalArticle

TY - JOUR

T1 - Meios digitais e direitos

T2 - perspetivas de jovens com cancro

AU - Jorge, Ana

AU - Marôpo, Lidia

N1 - info:eu-repo/grantAgreement/FCT/5876/147304/PT# UID/SOC/04647/2013

PY - 2017

Y1 - 2017

N2 - Este artigo apresenta resultados de um estudo exploratório sobre os usos e perceções dos meios digitais por jovens portugueses que têm ou tiveram doença oncológica, utilizando o enquadramento teórico dos direitos das crianças, da literacia digital e da literacia mediática para a saúde. Com o objetivo de discutir, em particular, as formas como os jovens utilizam as redes sociais e como gerem a sua privacidade ou exposição enquanto doentes ou ex-doentes de cancro, conduzimos três grupos de foco com 12 participantes entre os 13 e os 22 anos. Os meios digitais oferecem a este grupo oportunidades para entretenimento e contacto durante e depois dos tratamentos, mas colocam desafios relativamente à qualidade de informação de saúde que encontram na internet e à privacidade que os jovens querem garantir, sobretudo durante os tratamentos.

AB - Este artigo apresenta resultados de um estudo exploratório sobre os usos e perceções dos meios digitais por jovens portugueses que têm ou tiveram doença oncológica, utilizando o enquadramento teórico dos direitos das crianças, da literacia digital e da literacia mediática para a saúde. Com o objetivo de discutir, em particular, as formas como os jovens utilizam as redes sociais e como gerem a sua privacidade ou exposição enquanto doentes ou ex-doentes de cancro, conduzimos três grupos de foco com 12 participantes entre os 13 e os 22 anos. Os meios digitais oferecem a este grupo oportunidades para entretenimento e contacto durante e depois dos tratamentos, mas colocam desafios relativamente à qualidade de informação de saúde que encontram na internet e à privacidade que os jovens querem garantir, sobretudo durante os tratamentos.

KW - Crianças e jovens

KW - Cancro

KW - Meios digitais

KW - Direitos

KW - Privacidade

M3 - Article

VL - 12

SP - 1

EP - 16

JO - Comunicação Pública

JF - Comunicação Pública

SN - 1646-1479

IS - 22

ER -