Desempenho dos índices de Nesterov e fórmula de Monte Alegre no distrito de Lichinga, norte de Moçambique

Aires Afonso Mbanze, Antonio Carlos Batista, Alexandre Franca Tetto, Axel Misraim Romero, John Mudekwe

Research output: Contribution to journalArticle

Abstract

Este trabalho foi desenvolvido com objetivo de avaliar o desempenho dos índices de Nesterov e Fórmula de Monte Alegre (FMA) no ambiente Lichinga (norte de Moçambique), de modo a sugerir o melhor índice a ser usado nesta região. Para a materialização desta pesquisa, foram usados dados meteorológicos diários (temperatura, precipitação e umidade relativa) e dados de registro de ocorrências dos incêndios florestais de um período de três anos (2010 a 2012). Os dados meteorológicos foram fornecidos pelo Instituto de Investigação Agronômica de Moçambique em Lichinga (IIAM-Lichinga) e o banco de dados de registro de ocorrências de incêndios foi providenciado pelo Centro de Controle e Monitoramento de Incêndios Florestais (CCMIF), da empresa Chikweti Forest of Niassa. Na sequência, foram calculados os índices de perigo de incêndios e o grau de perigo diário para os dois índices, tendo-se observado a predominância do grau de perigo muito alto em quase todos os anos, com um porcentual de 52,65% para o FMA e 37,96% para o índice Nesterov. Com valores de Skill Score (SS) de 0,11 e Porcentagem de Sucesso (PS) de 44,82%, o índice Nesterov mostrou melhor desempenho para o ambiente de Lichinga, ao contrário do FMA que apresentou um fraco desempenho com os valores de 0,07 de SS e 35,62% de PS
Original languagePortuguese
Pages (from-to)687-696
JournalCiência Florestal
Volume27
Issue number2
DOIs
Publication statusPublished - 2017

Keywords

  • incêndios florestais;
  • índices de perigo de incêndios
  • grau de perigo

Cite this