Da política da arte à política entre as artes

Research output: Chapter in Book/Report/Conference proceedingChapter

Abstract

A discussão sobre a relação entre arte e política, que muitos chegaram a considerar ultrapassada, está longe de ser nova. Os seus termos variam, mas muitos dos seus traços mais característicos persistem. Certo é, por exemplo, que se continua a opor o cepticismo dos que suspeitam no nexo estético-político um mot de passe para a adopção de uma posição intrusiva, paternalista ou autoritária no âmbito das artes à impaciência dos que, pelo contrário, reconhecem nesse mesmo nexo o fundamento último das práticas artísticas, o único antídoto capaz de prevenir a sua neutralização institucional e culturalista. De um lado, portanto, a alergia à “politização da arte” e a exigência de uma demarcação rigorosa entre arte e ideologia; do outro, a desconstrução incondicional da noção de autonomia e a aposta, nem sempre desprovida de dogmatismo, nas ideias de comprometimento ou, mais recentemente, de participação. Os diversos equívocos a que a pura e simples oposição destas duas sensibilidades conduz convidam a uma reapreciação do problema.
Original languagePortuguese
Title of host publicationEstética e Política entre as Artes
EditorsJoão Pedro Cachopo, Elisabete Marques, Filipe Pinto, Emília Pinto
Place of PublicationLisbon
PublisherEdições 70
Pages19-31
Number of pages13
ISBN (Print)978-972-44-1947-3
Publication statusPublished - 2017

Keywords

  • estética
  • política
  • arte

Cite this

Cachopo, J. P. (2017). Da política da arte à política entre as artes. In J. P. Cachopo, E. Marques, F. Pinto, & E. Pinto (Eds.), Estética e Política entre as Artes (pp. 19-31). Lisbon: Edições 70.