Contributo para o estado da arte da agricultura urbana (e periurbana) em Portugal

Potenciar canais entre as perceções e as práticas

Translated title of the contribution: Contribution to the urban and peri-urban agriculture state of the art in Portugal: Fostering channels between perceptions and practices

Research output: Chapter in Book/Report/Conference proceedingConference contribution

6 Downloads (Pure)

Abstract

Apresentam-se os resultados preliminares do estado da arte da Agricultura Urbana e Periurbana [AUP] em Portugal1. Argumenta-se que a AUP em Portugal está focalizada principalmente no componente produção e que a sua ligação às restantes componentes do sistema urbano são ainda limitadas.
Para fundamentar o argumento apresentam-se e analisam-se várias definições
internacionais na sua evolução de conteúdo ao longo do tempo. Esta análise é complementada com duas pesquisas adicionais que fazem parte de uma investigação ampla que incluí: (1) entrevista de informantes privilegiados; (2) pesquisa web baseada em palavras-chave. Os restantes métodos de pesquisa incluem inter alia: revisão da literatura; visitas a um conjunto selecionado de programas e práticas de uma lista extensa de casos identificados; conhecimento e rede de saberes; participação em eventos; categorização das melhores práticas identificadas pelo grupo de informantes privilegiados.
O processamento da informação obtida através das entrevistas aos informantes
privilegiados sugere que a AUP é essencialmente associada a hortas urbanas vocacionadas para a inclusão social, suportada no uso de terra maioritariamente pública. O impacto da AUP na cadeia alimentar urbana apresenta-se ainda pouco desenvolvido. A AUP em Portugal manifesta-se fundamentalmente nas dimensões social e ecológica. Contudo, a pesquisa web mostra uma panorâmica muito mais vasta correspondente às várias componentes da cadeia urbana alimentar. Ou seja, abrem-se interessantes perspetivas para a gestão da AUP como parte do sistema alimentar urbano, à semelhança do que está a ocorrer em várias cidades no mundo.
Em síntese, as conclusões preliminares apontam para a necessidade de clarificar o conceito de AUP entre todos os atores envolvidos. Evidenciam também que a AUP é um setor promissor e emergente, que reclama terra e espaço nas cidades e periferias Portuguesas, de modo a gerar emprego e desenvolvimento económico local, para além do bem-estar social e contributo ecológico.


This paper presents preliminary results of Urban and Peri-urban Agriculture [UPA] state of the art in Portugal. It is argued that the UPA in Portugal is mainly focused on the production segment and that its link to the remaining urban food system is still limited.
In order to justify the argument, several international definitions are presented and analyzed.
This study is complemented by two additional researches that are part of a broad investigation, counting: (1) Key-actors interview; (2) keyword web research. The other elements of the research include, inter alia: literature review; field visits of selected programs and projects from a long list of identified cases; knowledge and web networking; participation in events; categorization of best-practices experiences identified by a set of key actors.
The processing of information obtained through key-ators interviews suggests that UPA is essentially associated with community gardens, geared towards social inclusion and mostly using public land. The UPA impact on the urban food chain is still weakly developed. In addition Portuguese UPA is fundamentally embedded on the social and ecological dimensions. However, web research shows a much wider picture, including all the segments of the food chain, confirming that UPA as part of the urban food system is emerging, alike other world cities.
In conclusion, preliminary findings indicate the need to clarify the concept of UPA among all actors involved. Also confirms that UPA is a promising and emerging sector, claiming land and space in cities and fringes, in order to generate local economy, in addition to its social and ecological inputs.
Original languagePortuguese
Title of host publicationColóquio Nacional de Horticultura Social e Terapêutica
EditorsIsabel de Maria Mourão, Maria Elvira Ferreira, Luís Miguel Brito, Ana Cristina Ramos
Place of PublicationLisboa
PublisherAssociação Portuguesa de Horticultura
Pages83-89
Number of pages4
Volume27
ISBN (Print)978-972-8936-21-1
Publication statusPublished - 2017
EventI Colóquio Nacional de Horticultura Social e Terapêutica - Auditório da Escola de Hotelaria e Turismo do Estoril, Estoril, Portugal
Duration: 20 Oct 201621 Oct 2016
Conference number: I

Conference

ConferenceI Colóquio Nacional de Horticultura Social e Terapêutica
CountryPortugal
CityEstoril
Period20/10/1621/10/16

Fingerprint

Portugal
agriculture
food
Arte
local economy
interview
best practice
networking
inclusion
participation
event
community
experience

Keywords

  • agricultura urbana e periurbana
  • planeamento urbano
  • coesão territorial
  • coesão social
  • sistema urbano alimentar
  • urban and peri-urban agriculture
  • urban food system
  • social cohesion
  • territorial cohesion

Cite this

Delgado, C. (2017). Contributo para o estado da arte da agricultura urbana (e periurbana) em Portugal: Potenciar canais entre as perceções e as práticas. In I. D. M. Mourão, M. E. Ferreira, L. M. Brito, & A. C. Ramos (Eds.), Colóquio Nacional de Horticultura Social e Terapêutica (Vol. 27, pp. 83-89). Lisboa: Associação Portuguesa de Horticultura.
Delgado, Cecília. / Contributo para o estado da arte da agricultura urbana (e periurbana) em Portugal : Potenciar canais entre as perceções e as práticas. Colóquio Nacional de Horticultura Social e Terapêutica. editor / Isabel de Maria Mourão ; Maria Elvira Ferreira ; Luís Miguel Brito ; Ana Cristina Ramos. Vol. 27 Lisboa : Associação Portuguesa de Horticultura, 2017. pp. 83-89
@inproceedings{f8163321098f4af6afba25f999a0893f,
title = "Contributo para o estado da arte da agricultura urbana (e periurbana) em Portugal: Potenciar canais entre as perce{\cc}{\~o}es e as pr{\'a}ticas",
abstract = "Apresentam-se os resultados preliminares do estado da arte da Agricultura Urbana e Periurbana [AUP] em Portugal1. Argumenta-se que a AUP em Portugal est{\'a} focalizada principalmente no componente produ{\cc}{\~a}o e que a sua liga{\cc}{\~a}o {\`a}s restantes componentes do sistema urbano s{\~a}o ainda limitadas.Para fundamentar o argumento apresentam-se e analisam-se v{\'a}rias defini{\cc}{\~o}esinternacionais na sua evolu{\cc}{\~a}o de conte{\'u}do ao longo do tempo. Esta an{\'a}lise {\'e} complementada com duas pesquisas adicionais que fazem parte de uma investiga{\cc}{\~a}o ampla que inclu{\'i}: (1) entrevista de informantes privilegiados; (2) pesquisa web baseada em palavras-chave. Os restantes m{\'e}todos de pesquisa incluem inter alia: revis{\~a}o da literatura; visitas a um conjunto selecionado de programas e pr{\'a}ticas de uma lista extensa de casos identificados; conhecimento e rede de saberes; participa{\cc}{\~a}o em eventos; categoriza{\cc}{\~a}o das melhores pr{\'a}ticas identificadas pelo grupo de informantes privilegiados.O processamento da informa{\cc}{\~a}o obtida atrav{\'e}s das entrevistas aos informantesprivilegiados sugere que a AUP {\'e} essencialmente associada a hortas urbanas vocacionadas para a inclus{\~a}o social, suportada no uso de terra maioritariamente p{\'u}blica. O impacto da AUP na cadeia alimentar urbana apresenta-se ainda pouco desenvolvido. A AUP em Portugal manifesta-se fundamentalmente nas dimens{\~o}es social e ecol{\'o}gica. Contudo, a pesquisa web mostra uma panor{\^a}mica muito mais vasta correspondente {\`a}s v{\'a}rias componentes da cadeia urbana alimentar. Ou seja, abrem-se interessantes perspetivas para a gest{\~a}o da AUP como parte do sistema alimentar urbano, {\`a} semelhan{\cc}a do que est{\'a} a ocorrer em v{\'a}rias cidades no mundo.Em s{\'i}ntese, as conclus{\~o}es preliminares apontam para a necessidade de clarificar o conceito de AUP entre todos os atores envolvidos. Evidenciam tamb{\'e}m que a AUP {\'e} um setor promissor e emergente, que reclama terra e espa{\cc}o nas cidades e periferias Portuguesas, de modo a gerar emprego e desenvolvimento econ{\'o}mico local, para al{\'e}m do bem-estar social e contributo ecol{\'o}gico.This paper presents preliminary results of Urban and Peri-urban Agriculture [UPA] state of the art in Portugal. It is argued that the UPA in Portugal is mainly focused on the production segment and that its link to the remaining urban food system is still limited.In order to justify the argument, several international definitions are presented and analyzed.This study is complemented by two additional researches that are part of a broad investigation, counting: (1) Key-actors interview; (2) keyword web research. The other elements of the research include, inter alia: literature review; field visits of selected programs and projects from a long list of identified cases; knowledge and web networking; participation in events; categorization of best-practices experiences identified by a set of key actors.The processing of information obtained through key-ators interviews suggests that UPA is essentially associated with community gardens, geared towards social inclusion and mostly using public land. The UPA impact on the urban food chain is still weakly developed. In addition Portuguese UPA is fundamentally embedded on the social and ecological dimensions. However, web research shows a much wider picture, including all the segments of the food chain, confirming that UPA as part of the urban food system is emerging, alike other world cities.In conclusion, preliminary findings indicate the need to clarify the concept of UPA among all actors involved. Also confirms that UPA is a promising and emerging sector, claiming land and space in cities and fringes, in order to generate local economy, in addition to its social and ecological inputs.",
keywords = "agricultura urbana e periurbana, planeamento urbano, coes{\~a}o territorial, coes{\~a}o social, sistema urbano alimentar, urban and peri-urban agriculture, urban food system, social cohesion, territorial cohesion",
author = "Cec{\'i}lia Delgado",
note = "info:eu-repo/grantAgreement/FCT/5876/147304/PT# info:eu-repo/grantAgreement/FCT/SFRH/SFRH{\%}2FBPD{\%}2F94286{\%}2F2013/PT# UID/SOC/04647/2013 SFRH/BPD/94286/2013",
year = "2017",
language = "Portuguese",
isbn = "978-972-8936-21-1",
volume = "27",
pages = "83--89",
editor = "Mour{\~a}o, {Isabel de Maria } and Ferreira, {Maria Elvira } and Brito, {Lu{\'i}s Miguel } and Ramos, {Ana Cristina }",
booktitle = "Col{\'o}quio Nacional de Horticultura Social e Terap{\^e}utica",
publisher = "Associa{\cc}{\~a}o Portuguesa de Horticultura",

}

Delgado, C 2017, Contributo para o estado da arte da agricultura urbana (e periurbana) em Portugal: Potenciar canais entre as perceções e as práticas. in IDM Mourão, ME Ferreira, LM Brito & AC Ramos (eds), Colóquio Nacional de Horticultura Social e Terapêutica. vol. 27, Associação Portuguesa de Horticultura, Lisboa, pp. 83-89, I Colóquio Nacional de Horticultura Social e Terapêutica, Estoril, Portugal, 20/10/16.

Contributo para o estado da arte da agricultura urbana (e periurbana) em Portugal : Potenciar canais entre as perceções e as práticas. / Delgado, Cecília.

Colóquio Nacional de Horticultura Social e Terapêutica. ed. / Isabel de Maria Mourão; Maria Elvira Ferreira; Luís Miguel Brito; Ana Cristina Ramos. Vol. 27 Lisboa : Associação Portuguesa de Horticultura, 2017. p. 83-89.

Research output: Chapter in Book/Report/Conference proceedingConference contribution

TY - GEN

T1 - Contributo para o estado da arte da agricultura urbana (e periurbana) em Portugal

T2 - Potenciar canais entre as perceções e as práticas

AU - Delgado, Cecília

N1 - info:eu-repo/grantAgreement/FCT/5876/147304/PT# info:eu-repo/grantAgreement/FCT/SFRH/SFRH%2FBPD%2F94286%2F2013/PT# UID/SOC/04647/2013 SFRH/BPD/94286/2013

PY - 2017

Y1 - 2017

N2 - Apresentam-se os resultados preliminares do estado da arte da Agricultura Urbana e Periurbana [AUP] em Portugal1. Argumenta-se que a AUP em Portugal está focalizada principalmente no componente produção e que a sua ligação às restantes componentes do sistema urbano são ainda limitadas.Para fundamentar o argumento apresentam-se e analisam-se várias definiçõesinternacionais na sua evolução de conteúdo ao longo do tempo. Esta análise é complementada com duas pesquisas adicionais que fazem parte de uma investigação ampla que incluí: (1) entrevista de informantes privilegiados; (2) pesquisa web baseada em palavras-chave. Os restantes métodos de pesquisa incluem inter alia: revisão da literatura; visitas a um conjunto selecionado de programas e práticas de uma lista extensa de casos identificados; conhecimento e rede de saberes; participação em eventos; categorização das melhores práticas identificadas pelo grupo de informantes privilegiados.O processamento da informação obtida através das entrevistas aos informantesprivilegiados sugere que a AUP é essencialmente associada a hortas urbanas vocacionadas para a inclusão social, suportada no uso de terra maioritariamente pública. O impacto da AUP na cadeia alimentar urbana apresenta-se ainda pouco desenvolvido. A AUP em Portugal manifesta-se fundamentalmente nas dimensões social e ecológica. Contudo, a pesquisa web mostra uma panorâmica muito mais vasta correspondente às várias componentes da cadeia urbana alimentar. Ou seja, abrem-se interessantes perspetivas para a gestão da AUP como parte do sistema alimentar urbano, à semelhança do que está a ocorrer em várias cidades no mundo.Em síntese, as conclusões preliminares apontam para a necessidade de clarificar o conceito de AUP entre todos os atores envolvidos. Evidenciam também que a AUP é um setor promissor e emergente, que reclama terra e espaço nas cidades e periferias Portuguesas, de modo a gerar emprego e desenvolvimento económico local, para além do bem-estar social e contributo ecológico.This paper presents preliminary results of Urban and Peri-urban Agriculture [UPA] state of the art in Portugal. It is argued that the UPA in Portugal is mainly focused on the production segment and that its link to the remaining urban food system is still limited.In order to justify the argument, several international definitions are presented and analyzed.This study is complemented by two additional researches that are part of a broad investigation, counting: (1) Key-actors interview; (2) keyword web research. The other elements of the research include, inter alia: literature review; field visits of selected programs and projects from a long list of identified cases; knowledge and web networking; participation in events; categorization of best-practices experiences identified by a set of key actors.The processing of information obtained through key-ators interviews suggests that UPA is essentially associated with community gardens, geared towards social inclusion and mostly using public land. The UPA impact on the urban food chain is still weakly developed. In addition Portuguese UPA is fundamentally embedded on the social and ecological dimensions. However, web research shows a much wider picture, including all the segments of the food chain, confirming that UPA as part of the urban food system is emerging, alike other world cities.In conclusion, preliminary findings indicate the need to clarify the concept of UPA among all actors involved. Also confirms that UPA is a promising and emerging sector, claiming land and space in cities and fringes, in order to generate local economy, in addition to its social and ecological inputs.

AB - Apresentam-se os resultados preliminares do estado da arte da Agricultura Urbana e Periurbana [AUP] em Portugal1. Argumenta-se que a AUP em Portugal está focalizada principalmente no componente produção e que a sua ligação às restantes componentes do sistema urbano são ainda limitadas.Para fundamentar o argumento apresentam-se e analisam-se várias definiçõesinternacionais na sua evolução de conteúdo ao longo do tempo. Esta análise é complementada com duas pesquisas adicionais que fazem parte de uma investigação ampla que incluí: (1) entrevista de informantes privilegiados; (2) pesquisa web baseada em palavras-chave. Os restantes métodos de pesquisa incluem inter alia: revisão da literatura; visitas a um conjunto selecionado de programas e práticas de uma lista extensa de casos identificados; conhecimento e rede de saberes; participação em eventos; categorização das melhores práticas identificadas pelo grupo de informantes privilegiados.O processamento da informação obtida através das entrevistas aos informantesprivilegiados sugere que a AUP é essencialmente associada a hortas urbanas vocacionadas para a inclusão social, suportada no uso de terra maioritariamente pública. O impacto da AUP na cadeia alimentar urbana apresenta-se ainda pouco desenvolvido. A AUP em Portugal manifesta-se fundamentalmente nas dimensões social e ecológica. Contudo, a pesquisa web mostra uma panorâmica muito mais vasta correspondente às várias componentes da cadeia urbana alimentar. Ou seja, abrem-se interessantes perspetivas para a gestão da AUP como parte do sistema alimentar urbano, à semelhança do que está a ocorrer em várias cidades no mundo.Em síntese, as conclusões preliminares apontam para a necessidade de clarificar o conceito de AUP entre todos os atores envolvidos. Evidenciam também que a AUP é um setor promissor e emergente, que reclama terra e espaço nas cidades e periferias Portuguesas, de modo a gerar emprego e desenvolvimento económico local, para além do bem-estar social e contributo ecológico.This paper presents preliminary results of Urban and Peri-urban Agriculture [UPA] state of the art in Portugal. It is argued that the UPA in Portugal is mainly focused on the production segment and that its link to the remaining urban food system is still limited.In order to justify the argument, several international definitions are presented and analyzed.This study is complemented by two additional researches that are part of a broad investigation, counting: (1) Key-actors interview; (2) keyword web research. The other elements of the research include, inter alia: literature review; field visits of selected programs and projects from a long list of identified cases; knowledge and web networking; participation in events; categorization of best-practices experiences identified by a set of key actors.The processing of information obtained through key-ators interviews suggests that UPA is essentially associated with community gardens, geared towards social inclusion and mostly using public land. The UPA impact on the urban food chain is still weakly developed. In addition Portuguese UPA is fundamentally embedded on the social and ecological dimensions. However, web research shows a much wider picture, including all the segments of the food chain, confirming that UPA as part of the urban food system is emerging, alike other world cities.In conclusion, preliminary findings indicate the need to clarify the concept of UPA among all actors involved. Also confirms that UPA is a promising and emerging sector, claiming land and space in cities and fringes, in order to generate local economy, in addition to its social and ecological inputs.

KW - agricultura urbana e periurbana

KW - planeamento urbano

KW - coesão territorial

KW - coesão social

KW - sistema urbano alimentar

KW - urban and peri-urban agriculture

KW - urban food system

KW - social cohesion

KW - territorial cohesion

M3 - Conference contribution

SN - 978-972-8936-21-1

VL - 27

SP - 83

EP - 89

BT - Colóquio Nacional de Horticultura Social e Terapêutica

A2 - Mourão, Isabel de Maria

A2 - Ferreira, Maria Elvira

A2 - Brito, Luís Miguel

A2 - Ramos, Ana Cristina

PB - Associação Portuguesa de Horticultura

CY - Lisboa

ER -

Delgado C. Contributo para o estado da arte da agricultura urbana (e periurbana) em Portugal: Potenciar canais entre as perceções e as práticas. In Mourão IDM, Ferreira ME, Brito LM, Ramos AC, editors, Colóquio Nacional de Horticultura Social e Terapêutica. Vol. 27. Lisboa: Associação Portuguesa de Horticultura. 2017. p. 83-89