Contextualização curricular numa rede de escolas portuguesas: promessa ou oportunidade perdida?

Maria Do Céu Roldão, Sílvia De Almeida

Research output: Contribution to journalArticle

89 Downloads (Pure)

Abstract

Na década de 1990, as políticas educativas internacionais e o campo teórico dos estudos curriculares conferiram centralidade ao debate sobre o currículo, conduzindo, nos países de tradição centralista, à passagem do paradigma do currículo uniforme, prescritivo, para um paradigma de contextualização curricular. Em Portugal, a introdução deste paradigma pelas políticas curriculares determinou a necessidade de prescrever às escolas a elaboração de um projeto curricular. A partir de então, a literatura tem demonstrado uma conceção das dinâmicas de construção, implementação e avaliação de projetos curriculares como documentos burocráticos, obedecendo a uma lógica da normatividade decretada, elaborados sobretudo para os painéis de avaliação externa das escolas, incapazes deste modo de implementar mudanças nas práticas curriculares. Neste texto, apresentam-se os resultados da avaliação de 12 projetos curriculares de uma rede colaborativa de escolas portuguesas com recurso à análise de conteúdo.
Original languagePortuguese
Pages (from-to)8-46
Number of pages38
JournalEstudos em Avaliação Educacional
Volume29
Issue number70
DOIs
Publication statusPublished - 2018

Keywords

  • Contextualização Curricular
  • Avaliação Curricular
  • Projetos Curriculares
  • Política Educacional

Cite this