Construção dos ethè em discursos políticos em Portugal e no Brasil: um estudo comparativo

Research output: Contribution to journalArticlepeer-review

2 Downloads (Pure)

Abstract

A noção de ethos foi abordada por Aristóteles nos seus estudos retóricos e, desde então,vários teóricos recuperaram o conceito nos seus estudos linguístico-textuais e discursivos. Ducrota bordou a noção de ethos a propósito da distinção entre locutores λ e L. Maingueneau associa o ethos ao estatuto do locutor e ao processo de legitimação daquilo que diz. Charaudeau relaciona também o ethos com o locutor, interligando-o às representações sociais, morais e ideológicas deste. Esta contribuição, que corresponde a um recorte da tese de doutoramento, pretende identificar osethè construídos em mensagens políticas de final de ano de estadistas de Portugal e do Brasil de 2011 e 2012 e analisar a sua materialidade linguístico-textual. Para atingir este objetivo, realizou-se uma análise linguística centrada nos atos de discurso, nas marcas de Responsabilidade Enunciativa (Adam, 2008) e nas estruturas léxico-textuais utilizadas.Os resultados preliminares indicam a existência de ethè específicos a cada estadista, bem como de ethè comuns, os quais apresentam similitudes e diferenças relativamente à materialização linguística. Em face destes resultados, coloca-se a hipótese das diferenças, quer dos ethè, quer da materialidade, se deverem a questões culturais.

The concept of ethos was initially used by Aristotle in his rhetorical studies. Sincethen, several authors recovered the concept in their linguistic-textual and discursive studies. Ducrot addressed the notion of ethos concerning the distinction between speakers λ and L. Maingueneau associates the ethos to the speaker’s statute and to the process of legitimating whatit says. Charaudeau also relates ethos with the speaker, linking it to his social, moral and ideological representations. This contribution, corresponding to an excerpt of a doctoral thesis, aims at identifying the ethè built by Portuguese and Brazilian statesmen in the “year-end” political messages of 2011 and 2012 and analyze its linguistic and textual materiality. To achieve this goal, we conducted alinguistic analysis focused on speech acts (Searle), on Enunciative Responsibility marks (Adam,2008) and on lexical-textual structures. Preliminary results indicate the existence of specific ethè of each statesman, as well as common ethè,which have similarities and differences regarding the linguistic realization. Given these results,raises the hypothesis of these differences, whether of ethè or materiality, are due to cultural issues.
Original languagePortuguese
Pages (from-to)126-155
Number of pages30
JournalRevista de estudos do discurso
Volume3
Issue numberNA
Publication statusPublished - 1 Jan 2014

Keywords

  • ethos
  • atos de fala
  • responsabilidade enunciativa
  • mensagens final de ano políticas
  • speech acts
  • enunciative responsability
  • “year-end” political messages.

Cite this